Decreto aumenta “prazo de validade” dos táxis de Curitiba

CBN Curitiba

A vida útil dos veículos agora é de sete anos.

Táxis que circulam por Curitiba vão ter alguns anos a mais de uso antes de precisarem ser substituídos por veículos novos. O prefeito Rafael Greca (PMN) assinou um decreto na última semana em que estende o tempo de vida dos carros utilizados por taxistas.

Assim, os profissionais podem trabalhar com o mesmo automóvel pelo período de até sete anos ao invés dos cinco exigidos até então.

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município no último dia 5 de março, data em que a medida passou a valer. Segundo o texto, a prorrogação pode chegar a mais cinco anos no caso de veículos elétricos, híbridos ou compartilhados — que possuem rampa de acesso para cadeirantes.

Outra permissão concedida pelo decreto é o afastamento do taxista por um período de até dois anos. Até então, ele não poderia abandonar a profissão sob o risco de perder a licença para atuar.


Para pedir esse afastamento, os taxistas deverão apresentar uma justificativa na Urbs, que analisará o pedido.

Post anteriorPróximo post