Parada LGBTI de Curitiba deve reunir 40 mil pessoas

Mariana Ohde


Com CBN Curitiba

A Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba celebra o amor no próximo domingo (5), com o início da concentração ao meio-dia, na Praça 19 de Dezembro. A parada é promovida pela Associação Paranaense da Parada da Diversidade LGBTI (Appad LGBTI Curitiba) com apoio da Fundação Cultural de Curitiba (FCC).

O objetivo é promover e defender os direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuais. Conforme o coordenador da Appad LGBTI Curitiba, Márcio Marins, em meio a um período de retrocessos, a expectativa é usar a parada “como uma ferramenta para o enfrentamento a todo tipo de violência e discriminação.

“Vivenciamos momentos bem obscuros, parece até que estamos voltando para o tempo Medieval. É uma caçada de direitos, tentativa de bloquear o desenvolvimento da garantia de direito. São exposições proibidas, paradas canceladas na Ilha do Mel, peças de teatro censuradas. Estamos vivenciando momentos bem complicados”, afirma.

O tema da edição deste ano é “O que eu tenho a ver com isso?”. “Eu, heterossexual, que tenho minha vida comum, sem violência, sem discriminação, o que eu tenho a ver com isso? Tem sim. Qualquer pessoa tem responsabilidade em fazer o enfrentamento à violência e discriminação”, diz, “É uma obrigação da sociedade lutar contra a violência”.

“O silêncio legitima e autoriza o agressor”.

Foto: Appad LGBTI Curitiba
Foto: Appad LGBTI Curitiba

E a edição de 2017 da Parada tem uma novidade. “O lançamento do hino da Parada, “Amar não é pecado”, com a cantora Noemi Carvalho. Ela compôs a música especialmente para ser hino da parada”. A música será apresentada na Praça 19 de Dezembro, às 13h30.

Noemi de Carvalho representa a “mulher lésbica, gorda e negra” na Parada LGBTI de Curitiba. Ela explica que compôs a música “Amar não é pecado” logo após a concessão da chamada “cura gay”, como ficou conhecida a Liminar concedida pelo juiz Waldemar Cláudio de Carvalho da Justiça Federal do Distrito Federal – após 18 anos de proibição desse tipo de tratamento por uma resolução do Conselho Federal de Psicologia.

A Parada da Diversidade LGTBI promete valorizar a cultura local. Esta edição conta com destaques como a MC Mayara, a banda Pitombas do Amor, a apresentação em conjunto da cantora Noemi de Carvalho e Siamese da música “Amar não é pecado” e um pocket show com as canções EP “Som do Grave”, lançado este ano pelo artista Siamese. Além, é claro, da presença de grandes Drag Queens, trazendo muita irreverência ao evento.

São esperadas cerca de 40 mil pessoas na Parada deste ano.

Programação

12h | Início da concentração, na Praça 19 de Dezembro (Rua Barão do Cerro Azul entre as Ruas São Francisco e Inácio Lustosa)
13h30 | Abertura Oficial, na Praça 19 de dezembro
14h | Saída da Parada pela Avenida Cândido de Abreu em direção à Praça Nossa Senhora da Salete
17h | Apresentações culturais, na Praça Nossa Senhora da Salete
20h |Encerramento das atividades, na Praça Nossa Senhora da Salete

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal