Evento promove harmonização de cortes suínos com cervejas artesanais

Fernando Garcel


Evento promovido pela Expedição Suinocultura promove no Espaço Arena do Mercado Municipal de Curitiba uma degustação de cortes suínos harmonizados com cervejas artesanais, neste sábado (21), a partir das 11h. O objetivo é desmistificar o consumo da carne suína e encerrar a 2ª edição do projeto, que percorreu mais de 16 mil quilômetros e seis estados para construir um novo diagnóstico da cadeia produtiva no país.

> Abate de suínos bate recorde no segundo trimestre

De acordo com dados do projeto, o brasileiro consome em média 15 quilos de carne de suína por ano e a demanda deve aumentar em torno de 15% até 2020.  “O crescimento do consumo e a gourmetização fazem parte de um momento fantástico. O aumento da concorrência traz mais opções e melhores preços. Mas, na verdade, é uma política em que todo mundo ganha, a indústria, o consumidor e o produtor”, declara o coordenador do projeto, Giovani Ferreira.

> Festa terá gastronomia latina neste fim de semana em Santa Felicidade
> Frimesa vai construir maior frigorífico da América Latina no Paraná

Na opinião do chef Ricardo Filizola, que vai comandar a cozinha do evento, a recente criação de linhas com cortes mais nobres tem contribuído para desmistificar alguns conceitos sobre a proteína. “Estamos acostumados a comer o lombo, o pernil e a costeleta, mas hoje existem várias opções diferentes, como a picanha, o filé mignon e o coxão mole”, destaca. “Além disso, é menos gordurosa que outras proteínas, versátil, saborosa e saudável”, completa o chef.

Suinocultura no Brasil

A Expedição Suinocultura visitou aviários, indústrias, cooperativas e entidades representativas do setor no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso para traçar um diagnóstico da atividade no país. Os seis estados são responsáveis por 90% da produção de carne suína, o que equivale a mais de 2,5 milhões de toneladas da proteína por ano, e 97% das exportações brasileiras, para mais de 70 países.

Ao longo de mais de 16 mil quilômetros, a equipe pode acompanhar a caminhada para o crescimento do setor, após um período de crise no ano passado – causado pela escassez do principal insumo da produção, o milho.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="461630" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]