Golpe contra imigrantes é investigado pela polícia em Curitiba

Vanessa Fernandes - CBN Curitiba


O 1º Distrito Policial abriu uma investigação para apurar um possível golpe sofrido por imigrantes haitianos e nigerianos em Curitiba. As primeiras denúncias aconteceram em março deste ano, quando diversos imigrantes compraram passagens para trazer familiares ao Brasil por meio de uma agência de viagens da capital e nunca receberam os bilhetes e nem foram reembolsados.

Á época das denúncias, a advogada e vice-presidente da Casla, a Casa Latino Americana Ivete Caribé da Rocha afirma que cerca de 10 pessoas estão nessa situação, mas o número pode ser ainda maior. Segundo ela,  uma reunião com um representante da agência chegou a ser realizada, mas, segundo ela, o problema não foi resolvido e os proprietários da agência desapareceram.

O primeiro inquérito foi aberto no dia 9 de março e, no mesmo dia, o Ministério Público encaminhou um ofício às delegacias do Consumidor e de Estelionato solicitando os inquéritos já instaurados e um relatório das investigações que já foram feitas.

Paralelo a este trabalho, outro inquérito foi aberto pelo primeiro distrito policial. Este inquérito está na fase de oitivas. Aproximadamente 10 pessoas que foram lesadas, já foram ouvidas e seguem as investigações para apurar a responsabilidade da agência de viagens que teria aplicado este golpe nos imigrantes.

A agência de viagens investigada funcionava no centro de Curitiba. Na época da denúncia a CBN Curitiba tentou contato através do telefone da Agência que constava nas redes sociais. A pessoa que atendeu ao telefone disse que não possuía relação alguma com a empresa e depois disso não atendeu mais as ligações.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="552042" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]