Agência do Trabalhador está com cerca de 800 vagas em Curitiba

Redação


A Agência do Trabalhador está com cerca de 800 vagas abertas para Curitiba. O atendimento distribuiu 155 senhas nesta quinta-feira (16) e vai disponibilizar o mesmo número nesta sexta e sábado (17 e 18) para quem procurar o Mutirão da Cidadania no bairro Tatuquara.

Cezar Augusto Lemes, de 20 anos, está há dois meses desempregado e aproveitou o Mutirão da Cidadania para procurar uma vaga de trabalho. Ele saiu do estande da Agência do Trabalhador com uma entrevista agendada para a área de telemarketing. “Eu usei a rescisão do meu último emprego para pagar os primeiros meses de um curso de computação gráfica. Esse serviço vai ajudar a pagar o curso e também ajudar em casa”, contou o jovem, que mora no Tatuquara junto com a mãe.

Yasmim Santos, de 19 anos, também conseguiu uma entrevista de emprego no mutirão. Ela é paulista e mora há apenas duas semanas junto com a tia nas Moradias Laguna, no Tatuquara. “Conseguir emprego está muito difícil, então quando minha tia falou que teria o mutirão eu vim correndo, cheguei de manhã”, disse. “Eu quero consegui este emprego para pagar um curso de Mecânica Básica Industrial e procurar outras oportunidades”, planeja a jovem.

O evento acontece até o sábado na Rua da Cidadania do Tatuquara, localizada na Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n. Na sexta-feira, os atendimentos são das 9h às 18h e no sábado das 9h às 17h.

Mutirão da Cidadania

Além de facilitar o encaminhamento para entrevistas de emprego, o Mutirão da Cidadania também terá serviços como emissão de carteira de identidade e de trabalho, atendimentos nas áreas da saúde, educação, segurança, trabalho, cultura e desenvolvimento social, além do Detran, Copel e da Sanepar. Há também atividades culturais, de esporte e lazer.

A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado pretendem atender cerca de 100 mil moradores dos bairros Campo de Santana, Caximba e Tatuquara nesta edição do evento. Antes, o mutirão passou pelo Bairro Novo, no Cajuru e na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

A emissão de carteira de identidade é um dos serviços mais procurados no mutirão. Ao todo, serão disponibilizas 1.400 senhas nos três dias de evento. A auxiliar de lanchonete Rosana Pereira, de 34 anos, chegou cedo no evento para confeccionar o documento para a família inteira. Ela fez a segunda via e os filhos Mateus, de 13, e Bianca, de 10 anos, a primeira. “Aproveitei para fazer o documento de todo mundo. É muito bom ter esse serviço perto de casa, porque fica complicado agendar para quem trabalha”, disse.

A família de Edvalda Dias Coutinho, moradora do Caximba, também compareceu em peso no mutirão para confeccionar o documento. Ela levou as filhas Rayssa, de 7, e Victória, de 5 anos, e sua irmã também levou os dois filhos. “O mutirão facilita bastante, muita gente não tem condição de fazer em outros dias”, afirmou. “E para elas também é importante, a gente não precisa ficar carregando outros documentos que podem rasgar. Já a identidade pode levar na carteira”, disse.

Na sexta-feira e no sábado, a distribuição de senhas começará às 9h. Para confeccionar o documento é necessário levar a certidão de nascimento ou de casamento original ou a cópia autenticada, além do comprovante de residência. A emissão é gratuita.

Os serviços da área de saúde, como testes rápidos de HIV/Aids, hepatites virais e sífilis, aferição de pressão, teste de glicemia, além de orientações e cadastro de doação de medula óssea pelo Hemepar também são destaques no Mutirão da Cidadania.

A auxiliar de serviços gerais Solange Bueno, de 36 anos, procurou o estande do Hemepar para se cadastrar como doadora de medula óssea. Ela já é doadora de sangue e acha muito importante ajudar as pessoas que precisam da doação. “Tem muita precisando, então se a gente pode ajudar é importante doar para salvar vidas. Eu queria saber como doar medula óssea e em cinco minutos já fiz o cadastro”, contou.

 

Previous ArticleNext Article