A poucos dias do início das aulas, manutenção das escolas corre contra o tempo

Mariana Ohde


Sem receber desde o segundo semestre do ano passado, as empresas terceirizadas responsáveis pela manutenção das escolas municipais começaram os trabalhos mais tarde neste ano. As primeiras unidades começaram a receber os serviços na quarta-feira (1), ou seja, são 12 dias para deixar tudo pronto antes do início do ano letivo na segunda-feira (13).

Segundo a prefeitura, o trabalho será feito em todas as unidades da educação municipal – são mais de 400 espaços: 188 escolas (sendo 3 de educação especial), 206 CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) e 8 CMAEs (Centros Municipais de Atendimento Especializado).

 “Para que as unidades possam reiniciar as atividades do ano letivo de 2017, fizemos reuniões com as empresas de cada setor para analisar as situações e estudar formas de pagar, parcialmente, o que a prefeitura deve e, assim, garantir a normalidade dos serviços”, disse o superintendente executivo da Secretaria da Educação, Oséias Santos de Oliveira.

Nesta semana, o prefeito Rafael Greca (PMN) disse que deve cerca de R$ 35 milhões em serviços de limpeza e manutenção de órgãos públicos e pouco mais de R$ 40 milhões em merenda escolar. Segundo Oliveira, uma força-tarefa será feita para organizar as unidades caso seja necessário.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="412338" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]