Bancários se reúnem para decidir rumo da greve

Andreza Rossini


Bancários de todo o país se reúnem em assembleia nesta segunda-feira (3) para discutir o rumo da greve da categoria. Os trabalhadores estão parados a 28 dias.

O Comando Nacional dos bancários orientou a realização da assembleia diante da proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste de 7% em 2016, mais abono de R$ 3.500 e 0,5% de aumento real em 2017. A proposta foi negada pelo Comando em mesa. O Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região vai realizar a reunião a partir das 17 horas de hoje.

“Estamos em um momento crucial de nossa greve. Chegou a hora da categoria reunir todas as suas forças e provar para os banqueiros que não aceitaremos retrocessos. Só a luta irá nos garantir avanços e reconhecimento!”, afirmou o presidente do Sindicato, Elias Jordão.

Em Curitiba e Região Metropolitana, mais de 80% dos bancários permanecem paralisados, nesta segunda-feira (3).  Na capital paranaense, são 361 agências paralisadas, além de nove Centros Administrativos e cinco financeiras.

Os bancários realizam paralisações desde 2004, reivindicando os reajustes da categoria. Eles pedem reajuste salarial de 14,78%, o que representa aumento real de 5% mais a inflação projetada em 9,31%, aumento do vale refeição para R$ 40 ao dia, o 14º salários e, para o piso, o salário mínimo do Dieese, de R$ 3.940,24.

Previous ArticleNext Article