Câmara Municipal discute ‘botão do pânico’ em estações-tubo de Curitiba

Mariana Ohde


Um projeto do vereador Cristiano Santos (PV), que prevê a instalação de equipamentos transmissores de alertas de emergência – botão do pânico – em todas as estações-tubo de Curitiba operadas por cobrador de ônibus, está na pauta da Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara de Curitiba. A reunião deve acontecer ainda nesta terça-feira (17), no Palácio Rio Branco.

Sob relatoria da vereadora Noemia Rocha (PMDB), o projeto determina que os botões deverão ser disponibilizados pela Urbs para os cobradores para que eles tenham uma ferramenta para informar, rapidamente e de forma prática, a guarda municipal sobre a ocorrência de crimes contra o patrimônio público e a segurança dos funcionários e usuários do transporte coletivo.

A utilização do equipamento de alerta será responsabilidade do cobrador de ônibus, que estará sujeito ao controle disciplinar previsto na legislação trabalhista e demais resoluções da Urbs, em caso de utilização indevida. Segundo o autor da proposta, o objetivo é “aumentar a segurança dos funcionários e usuários do transporte coletivo da cidade, justificando-se no interesse local em face da atual criminalidade de furtos, roubos e danos ao patrimônio público que afetam o custo da tarifa do transporte coletivo”.

Cartão-transporte avulso

Outra proposta relacionada ao transporte coletivo que será analisada pelo colegiado é de Jairo Marcelino (PSD), com relatoria é de Bruno Pessuti (PSD), e prevê o credenciamento de mercados, supermercados e hipermercados de Curitiba para a comercialização do cartão-transporte avulso. A venda ocorreria nos caixas desses estabelecimentos.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal