Casa da Mulher Brasileira começa a funcionar em Curitiba

Mariana Ohde

Com atraso de um ano, começou a funcionar parcialmente nesta quarta-feira (15) a Casa da Mulher Brasileira, no bairro Cabral, em Curitiba. Na semana que vem, o complexo de 4 mil metros quadrados deve estar funcionando totalmente.

Serão oferecidos serviços da Delegacia da Mulher, de psicólogos e assistentes sociais da Prefeitura de Curitiba, núcleos especializados da Defensoria Pública, do Juizado da Violência Doméstica e Familiar e do Ministério Público. Também vai funcionar uma unidade da Patrulha Maria da Penha, uma brinquedoteca, alojamento de passagem e uma central de transportes para facilitar o encaminhamento de mulheres em situação de violência na busca por serviços externos.

O projeto federal já funciona em cidades como Brasília e Campo Grande. Em Curitiba, as obras começaram em novembro de 2014 e chegaram a ser paralisados porque a construtora responsável não cumpriu prazos com o município e a União. A construção foi retomada em agosto do ano passado pela empreiteira que ficou em segundo lugar na licitação.

O centro de atendimento vai funcionar na Avenida Paraná, no bairro Cabral, e vai oferecer abrigo, apoio psicossocial e orientação jurídica às vítimas de violência doméstica. A Casa da Mulher Brasileira de Curitiba terá capacidade para atender quatro mil mulheres todos os meses.


Um levantamento feito pelo Ipea – o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada -, mostra que o Paraná registra 6,49 feminicídios para cada 100 mil mulheres no estado. A média nacional é de 5,82 mortes. No último Mapa da Violência, o Paraná aparece na terceira colocação entre os estados mais violentos para as mulheres.

4da3c57f-26ea-4858-9a0c-637e3907cebd

Post anteriorPróximo post
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal
Comentários de Facebook