Centro é a região mais perigosa de Curitiba, diz Guarda Municipal

Fernando Garcel


De acordo com dados do Mapa do Crime, feito pela Secretaria Municipal de Defesa Social, o Centro de Curitiba é o bairro mais violento da cidade. Foram registrados, entre janeiro e abril deste ano, 1.131 ocorrências na região, cerca de 282 crimes por mês – quase 10 por dia.

Segundo informações da Polícia Civil, o dia mais movimentado do 1º Distrito Policial, que atende o Centro, a sexta-feira costuma ser o dia mais movimentado. O delegado Gil Tesserolli aponta que furtos, roubos e tráfico de drogas são os crimes de maior incidência.

“O que a gente percebe na região central é que nós temos quase todos os tipos de delitos que temos no resto da cidade. Furto, roubo e tráfico de drogas são os que mais nos trazem problemas. Isso acaba refletindo nesse trabalho preventivo da Guarda Municipal, que junto da Polícia Militar, tem essa função preventiva”, destaca Tesserolli.

O secretário municipal de Defesa Social, Algacir Mikalovski, atribui o alto índice de criminalidade ao grande número de pessoas que circulam diariamente em toda a região central. ”

Relatório de segurança

Entre os bairros mais violentos, o Sítio Cercado aparece em segundo lugar com 462 atendimentos e a Cidade Industrial vem na sequência com 432 ocorrências. De acordo com o levantamento, 25% dos casos são de roubos e danos ao patrimônio público. Nos quatro primeiros meses de 2017, a Guarda Municipal atendeu 6.781 ocorrências em toda cidade e mais de 90% delas foram durante o dia.

O relatório também apontou que houve aumento de 62% nas prisões em flagrante – feitas, principalmente, pela patrulha do Transporte Coletivo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="428703" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]