Colégio Estadual é assaltado em Campina Grande do Sul

Narley Resende


O Colégio Estadual Terra Boa, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, foi assaltado na madrugada desta sexta-feira (10). Os ladrões arrombaram as portas da instituição e levaram dez computadores, sete monitores, duas televisões, dois aparelhos de datashow, dois notebooks, dois teclados, um scanner e um celular. Foram furtados ainda R$ 10.200 em dinheiro.

O sistema de segurança do colégio era feito com câmeras de monitoramento. Duas delas foram furtadas e vários fios que as ligavam à central, cortados.

Não há pistas sobre os criminosos, mas o volume de objetos furtados indica que agiram em grupo e com o apoio de pelo menos um carro. “Só ficamos sabendo do assalto quando chegamos ao colégio hoje, por volta das 7h20”, conta o diretor, Paulo César Alexandre. “Nos computadores da secretaria estava todo o nosso arquivo, com documentações e cadastro dos alunos. São informações que dificilmente recuperaremos”, lamenta.

A Polícia Militar esteve na instituição pela manhã para registrar o boletim de ocorrência e as investigações serão feitas pela Delegacia de Polícia Civil de Campina Grande do Sul. A Guarda Municipal também esteve no colégio para dar apoio à polícia.

Os equipamentos furtados foram levados da secretaria, sala da diretoria, sala dos professores, biblioteca e sala de informática. A maior parte estava do dinheiro levado estava guardada no cofre do colégio, que foi ‘estourado’. “Os valores eram referentes a contribuições que os alunos dão para a confecção da carteirinha do estudante, recursos que recebemos para a aula digital, além de arrecadações para a festa junina e para um passeio que estava programado para os próximos dias”, conta o diretor.

As aulas foram suspensas nesta sexta-feira (10) e a previsão é de que retornem na segunda-feira (13). O assalto ocorreu um dia antes da ‘Festa do Estala Zóio’, tradicional festa junina do colégio e uma das maiores do município. “A festa será mantida. É uma festa beneficente, que realizamos para arrecadar fundos para que os alunos carentes possam comprar uniformes”, diz o diretor.

Previous ArticleNext Article