Com segurança reforçada, centro de Curitiba vive calmaria durante a greve geral

Francielly Azevedo


Por Francielly Azevedo e Roger Pereira

 

Policiamento reforçado, poucas pessoas nas ruas, todas as agências bancárias fechadas, mas a maioria do comércio de rua com as portas abertas. Se a manhã foi de grandes mobilizações, a tarde é de calmaria no centro de Curitiba nesta sexta-feira, 28, dia da greve geral convocada pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária em tramitação no Congresso Nacional.

A reportagem do Paraná Portal percorreu o calçadão da Rua XV de Novembro e a avenida Marechal Deodoro, por volta das 15h30 desta sexta-feira e constatou que a greve pouco atingiu o comércio de rua, com a grande maioria das lojas abertas e o atendimento funcionando normalmente. O movimento, no entanto era fraco, com poucas pessoas circulando nas calçadas. Já entre as agências bancárias da região a adesão ao dia de paralisação foi de 100%.

Atos pela manhã

Às 15h desta sexta-feira, a Polícia Militar do Paraná divulgou balanço final sobre os atos ocorridos no centro da capital durante a manhã. Segundo a PM, as manifestações envolveram um total de 10 mil pessoas (os organizadores falam em 30 mil)  e foram encerradas sem o registro de nenhuma ocorrência policial.

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="427789" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]