Crise afeta 95% dos repasses da União para Prefeitura de Curitiba

Redação


Segundo a Prefeitura de Curitiba, o município recebeu 5% do valor total dos contratos para investimentos com a União. Os acordos firmados somam R$ 3,95 bilhões, mas apenas R$ 189 milhões já foram repassados.

A crise econômica e a diminuição da arrecadação explicam quedas nos repasses, afirma o município. Projetos viários e de drenagens em rios já foram afetados. As obras da Linha Verde, no trecho da Avenida Victor Ferreira do Amaral até o Hospital Vita, estão sendo tocadas com 100% de recursos municipais, já que nada dos R$ 25 milhões prometidos no PAC chegou.

Para as drenagens a União repassou R$ 6,9 milhões e as obras estão em andamento. O valor, no entanto, é baixo frente aos contratos de R$ 797 milhões, cujos recursos viriam 100% da União.

Também segundo a prefeitura, para o Hospital Zona Norte e o Instituto da Mulher o Ministério da Saúde se comprometeu a pagar R$ 56,9 milhões, mas até agora vieram apenas R$ 100 mil.

No Ministério da Educação seriam outros R$ 47,7 milhões em repasses do governo federal. Ao todo, R$ 14 milhões chegaram e foram usados na construção de 15 CMEIS. Outros projetos parados são o do metrô e do ligeirinho Inter. 

Mais cortes podem vir

Segundo o secretário de Planejamento, Fábio Scatolin, a DRU (Desvinculação de Recursos da União), proposta que está em debate no governo federal, pode comprometer ainda mais os repasses de recursos para os municípios, especialmente nas áreas da educação e saúde. A regra que permitiria que 20% das receitas da União fiquem provisoriamente desvinculadas das destinações fixadas na Constituição está sendo encaminhada ao Congresso Nacional.

(Metro Jornal Curitiba)

Previous ArticleNext Article