Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Curitiba ganhou 14,6 mil habitantes no último ano

(Metro Jornal Curitiba) O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou ontem a projeção da população ..

Narley Resende - 31 de agosto de 2016, 08:08

(Metro Jornal Curitiba)

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou ontem a projeção da população brasileira neste ano. Segundo os cálculos do órgão, em julho de 2016 Curitiba chegou aos 1.893.997 habitantes, um aumento de 0,77% ou 14.642 pessoas a mais do que no ano anterior.

ANÚNCIO

O dado é baseado em uma projeção do crescimento populacional. Apesar do índice estar caindo ano a ano, há uma tendência de aumento nas grandes cidades, com redução dos municípios menores.

Assim, na última década a capital paranaense teve um aumento populacional de 5,89%. Em 2006 a cidade somava 1.788.559 habitantes. Levando em conta os 26 municípios da região metropolitana, o aumento foi ainda mais expressivo, chegando aos 8,4% – em 2006 os municípios, incluindo a capital, abrigavam 3.261.168 pessoas - número que saltou para 3.537.894 neste ano.

Ranking

No ranking das cidades brasileiras, Curitiba segue com a 8ª mais populosa. Na década de 1990 a cidade era a 7ª, mas foi ultrapassada já na década passada por Manaus. O primeiro lugar fica com São Paulo, capital, que tem 12.038.175; e o Rio de Janeiro, com seus 6.498.837.

Serra da Saudade (MG) é, por outro lado, o município brasileiro com menos moradores em 2016: 815. Borá (SP) vem logo em seguida, com 838.

No total, segundo o levantamento, a população brasileira alcança 206,1 milhões em 2016, com uma taxa de crescimento anual ligeiramente menor que o calculado entre 2014 e 2015: 0,80% contra 0,83% (veja mais na arte ao lado).

ANÚNCIO

Metrópoles

Na comparação entre as regiões metropolitanas, a RMC é a 9ª mais populosa do Brasil. Neste quesito Curitiba fica na frente de Manaus, mas perde para as RMs de Porto Alegre e Recife.

Nessas áreas as capitais são menos populosas que Curitiba, mas o entorno é maior.

Demografia

Os estudos do IBGE apontam que se as tendências foram mantidas a população paranaense deve crescer 0,64% ao ano até 2020. A seguir o índice cairá para 0,41% ao ano entre 2021 e 2030. O número de habitantes sobe porque é impulsionado pela maior longevidade, já que as taxas de fecundidade estão reduzindo continuamente. No Paraná a fecundidade é de 1,61 filho por mulher, já no Brasil é de 1,69. A tendência resultará na diminuição da população brasileira a partir de 2039, segundo os cálculos do IBGE.