Curitiba tem ato em homenagem a Marielle nesta terça-feira

BandNews FM Curitiba

STJ mantém investigação do assassinato de Marielle Franco na esfera estadual

Um ato em homenagem à vereadora Marielle Franco, do PSOL, assassinada no Rio de Janeiro na semana passada, deve ocorrer às 19 horas desta terça-feira, na escadaria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. O evento chamado “Marielle Vive” foi organizado pelo PSOL. Este será o segundo ato em homenagem à vereadora na capital paranaense.

Cerca de duas mil pessoas, segundo a organização, participaram de um Ato-Vigília na última quinta-feira à noite. A secretária-geral do PSOL em Curitiba, Eliz Marina, espera que o ato desta terça-feira reúna o mesmo número de pessoas.

“Seria o ato de sétimo dia. Convidamos todos a participar porque a morte dela chocou todos, o país todo. A figura dela representa uma boa parte da população brasileira”, afirmou.

Entre outros temas, a manifestação também repudia a reação de determinados grupos que espalharam notícias falsas relacionadas a Marielle. De acordo com a secretária do PSOL, as pessoas que atacam a memória da vereadora carioca desconhecem o que significa a defesa dos direitos humanos.

Existe um repúdio muito grande contra os direitos humanos, não se entende sobre o tema e fala-se muita bobagem, existe esse recurso de que se defende bandido. Não entendem o sentido. Temos visto post barbáries na internet, de pessoas dizendo que ela merecia morrer. As notícias falsas e as ofensas são encaminhadas a um núcleo especializado”, disse.

Marielle Franco foi assassinada a tiros na noite do dia 14, depois de um evento na Zona Central do Rio de Janeiro. Ela havia assumido a relatoria da comissão que acompanhava a intervenção militar na segurança pública do Rio e investigava milícias e policias corruptos.

Os tiros disparados de uma pistola em um sistema de rajadas atingiram e mataram também o motorista Anderson Franco que dirigia o carro da vereadora. A polícia acredita que os criminosos seguiram Marielle e teriam esperado a vereadora por cerca de duas horas, do lado de fora do evento direcionado a jovens mulheres negras.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="511283" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]