Curitiba teve deficit de meio bilhão no primeiro quadrimestre

Roger Pereira


Com Narley Resende

O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi, afirmou nesta quarta-feira, em prestação de contas obrigatória na Câmara Municipal, que a Prefeitura de Curitiba gastou, entre janeiro e abril, R$ 500 milhões a mais do que arrecada.

De acordo com as contas apresentadas, as despesas do município chegaram R$ 2,7 bilhões, uma alta de 9% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a receita ficou em R$ 2,2 bilhões. Além do aumento dos gastos, a prefeitura perdeu receitas, com uma queda de 5% em relação ao primeiro quadrimestre de 2016. Com isso a dívida alegada teria só aumentado desde o início da gestão.

Em fevereiro, quando apresentou os números referentes ao terceiro quadrimestre do ano passado, o secretário de Finanças disse que havia uma dívida de R$ 2 bilhões. O valor foi questionado pela gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT), que alegava que a maior parte da dívida já estava parcelada.

Os investimentos tiveram queda de 18% neste quadrimestre. O secretário afirma que a redução de recursos federais teve impacto no quesito.

Durante a apresentação de hoje (quarta), o secretário de Finanças defendeu a aprovação do pacote da prefeitura que tramita na Câmara Municipal e pretende congelar gastos, como em cortes nos planos de carreira de servidores, utilização de recursos da previdência municipal, entre outras medidas de austeridade econômica. O pacote é chamado pela prefeitura de Plano de Recuperação de Curitiba.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal