camara municipal
Compartilhar

Defesa de Carli Filho recorre ao STF para tentar suspender júri popular

William Bittar/ CBNCuritibaA defesa do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho entrou com um pedido no Suprem..

Jordana Martinez - 22 de fevereiro de 2018, 15:02

William Bittar/ CBNCuritiba

ANÚNCIO

A defesa do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF), instância máxima do Poder Judiciário, ainda na tentativa de suspender o júri popular marcado para os próximos dias 27 e 28 de fevereiro, em Curitiba.

Mais uma vez, a defesa alega que existem dúvidas sobre a imparcialidade dos jurados e indicativos concretos de comoção social e intranquilidade local para que o julgamento seja realizado em Curitiba.

O pedido foi feito nesta quarta-feira (22), depois que o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Sebastião Reis Júnior, refutou o pedido de habeas corpus para suspender e transferir o júri popular.

ANÚNCIO

O habeas corpus com pedido de liminar encaminhado ao STF está nas mãos do ministro Gilmar Mendes que pode ter uma decisão a qualquer momento.

Carli Filho é réu por duplo homicídio em um acidente de trânsito em maio de 2009, onde morreram os jovens Gilmar Rafael de Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida.

A CBN Curitiba tentou contato com a defesa do ex-deputado e com o advogado que representa a família de uma das vítimas, mas não obteve retorno.