Demora na revista faz passageiros perderem voos no Aeroporto Afonso Pena

Andreza Rossini


Da BandNews Curitiba

Falhas nas orientações oficiais e a demora na fiscalização estão entre as principais reclamações dos usuários do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Na segunda-feira (18) começaram a valer as novas determinações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) – que deixam a inspeção de bagagens e a revista dos passageiros mais rigorosas. Segundo relatos de passageiros, a fiscalização individual chega a demorar até 20 minutos. Antes, o processo levava, em média, cinco minutos.

Novos procedimentos causam filas em aeroportos de todo o país
Passageiros devem chegar aos aeroportos duas horas antes dos voos

As filas e atrasos fizeram com que vários ouvintes da BandNews FM Curitiba participassem da programação com mensagens e ligações. Entre eles está o auxiliar financeiro Tony Nas. Ele é usuário recorrente do Aeroporto Afonso Pena e conta que não recebeu nenhuma orientação diferente nesta terça-feira (19). Segundo ele, várias decolagens atrasaram. Isso porque vários passageiros que já tinham feito check-in não passaram pela fiscalização a tempo, e as bagagens – que já estavam nas aeronaves – tiveram que ser retiradas dos aviões.


Ele é favorável às medidas de segurança, mas acredita que a Anac e as empresas aéreas não se programaram bem para cumprir com eficiência as novas determinações. O auxiliar financeiro argumenta que orientações simples na fila do check-in poderiam ajudar a resolver parte dos problemas.

O posicionamento oficial da Agência Nacional de Aviação Civil é de que os passageiros de voos domésticos cheguem ao aeroporto mais cedo do que costumavam – com pelo menos duas horas de antecedência. No caso dos voos internacionais, os passageiros devem chegar com três horas de antecedência.

Previous ArticleNext Article