Depois de uma semana, acaba a greve do transporte coletivo de Curitiba

Francielly Azevedo


Motoristas e cobradores de Curitiba e Região decidiram finalizar a paralisação do transporte coletivo, nesta quarta-feira (22). A categoria cruzou os braços no último dia 15. O acordo pelo fim da greve foi firmado após a Urbanização de Curitiba (Urbs) e a Coordenação da Região Metropolitana (Comec) aceitarem reajustar o vale-alimentação dos trabalhadores.

Pela manhã os profissionais já tinham suspendido a greve, porém ainda não existia um acordo. Os trabalhadores aceitaram a proposta de reajuste salarial de 6%, mas ainda lutavam pela mudança no cartão alimentação. O mesmo percentual seria aplicado no vale-alimentação, mas os profissionais do transporte coletivo pediram um índice maior.

Durante a tarde, Urbs e Comec concordaram em aumentar o valor de 6% para 15%, que será incluído na planilha técnica que remunera as empresas. Sendo assim a proposta aceita por motoristas e cobradores prevê 6% de reajuste salarial, R$ 575 de vale-alimentação e R$ 400 de abono.

De acordo com a prefeitura, a medida não trás nenhum impacto no valor da passagem paga pelo passageiro.

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="420782" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]