Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Beatles e Shakespeare em concerto da Camerata de Antiqua

A Camerata Antiqua de Curitiba preparou um programa que promete aguçar a curiosidade do público, ao unir madrigais ingle..

Redação - 25 de setembro de 2016, 06:09

A Camerata Antiqua de Curitiba preparou um programa que promete aguçar a curiosidade do público, ao unir madrigais ingleses dos séculos 16, 17 e 18, Shakespeare e os Beatles. O concerto cênico em memória aos 400 anos de Willian Shakespeare acontece neste domingo (25), às 18h30, em terceira apresentação.

Para realizar um espetáculo tão abrangente, foram convocados nomes de grande importância, em áreas diversas. A regência está a cargo da maestrina Priscilla Pruetter, com direção cênica de Edson Bueno, fundador da Cia. De Teatro – Estúdio Delírio, e participação do premiado ator curitibano Ranieri Gonzalez, ao lado de Marcelina Fialho, Robysom Souza e Wenry M. Bueno. Roteiro e textos são de Marcelo Sandmann, doutor em História Literária, sendo que Marco Aurélio Koentopp, responde pelos arranjos.

ANÚNCIO

A plateia reviverá sucessos como “Yellow Submarine”, “She’s Leaving Home”, “Eleanor Rigby” e “Across the Universe”, de John Lennon (1940 – 1980) e Paul McCartney (1942); “Blackbird”, “Lady Madona” e “Penny Lane”, de Paul McCartney; e “Something”, de George Harrison (1943 – 2001), entre outras composições do quarteto que influenciou revoluções sociais e culturais da década de 1960.

Uma volta no tempo é proporcionada com a execução da peça “Pastime with Good Company”, escrita pelo rei Henrique VIII (1491 – 1547), no início de seu reinado. Também estão presentes obras de Thomas Morley (1557 ou 1558 – 1602), John Dowland (1563 – 1626) e Henry Purcell (1659 – 1695). Quanto à inclusão de Shakespeare, deve-se à habilidade do célebre escritor em tratar de temas tão próprios ao homem, e que permeiam os séculos de história da música visitados neste espetáculo da Camerata Antiqua. O dom de Shakespeare para sintetizar a gama de emoções em simples versos, mas profundamente eloquentes, é, talvez, a principal razão para sua popularidade duradoura.

É a segunda vez que a Camerata realiza esse Programa, a primeira em 2012 lotou a Capela Santa Maria nos dois dias de concerto. Janete Andrade, coordenadora erudita do grupo explica essa popularidade: “O reconhecimento da importância dos Beatles na história da música transcende a música popular e, hoje, esses músicos fazem parte da história cultural do mundo; tornaram-se “clássicos”. Já Shakespeare, ninguém melhor do que ele para tratar de temas tão próprios do homem, independentemente do tempo histórico. Amor, ligações afetivas, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos relacionados ao homem são constantes nas obras desse célebre escritor. São essas talvez, as principais razões para sua popularidade”, conclui Janete.

Serviço:

CAMERATA ANTIQUA DE CURITIBA  - LET IT BE OR NOT TO BE - BEATLES, SHAKESPEARE E OS MADRIGAIS INGLESES

Programa em homenagem aos 400 anos da morte de William Shakespeare

ANÚNCIO

Datas e horários: 23 de setembro, 20h / 24 e 25 de setembro, 18h30

Local: Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273)

Ingressos: R$30 e meia-entrada R$15

Alô Ingresso: http://bit.ly/beatles2409

Ficha técnica

Regência: Priscilla Battini Prueter

Dramaturgia e Direção Cênica: Edson Bueno

Arranjos: Marco Aurélio Koentopp e Priscilla Battini Prueter

Criação de Textos Marcelo Sandmann e Edson Bueno

Atores: Ranieri Gonzalez, Marcelina Fialho, Robysom Souza, Wenry M. Bueno

Figurino: Áldice Lopes

Iluminador: Rodrigo Kiolkowski

Pesquisa de Imagens: Allan Raffo

Projeção Mapeada: Pablo Colbert