Estado deve repassar R$ 3 milhões mensais a Curitiba para custear atendimentos de média e alta complexidade

Roger Pereira


Da PMC

O prefeito Gustavo Fruet e o governador Beto Richa formalizaram na manhã desta segunda-feira (27), no Palácio Iguaçu, um acordo em que o governo estadual se compromete a repassar ao Município cerca de R$ 3 milhões mensais até o final de 2016 – recurso que custeará atendimentos de média e alta complexidade (MAC) realizados no município. No total, Curitiba receberá R$ 36,7 milhões ao longo deste ano, já que os pagamentos devem ser retroativos desde janeiro e são válidos para o ano vigente.

O termo de adesão tem sido firmado pelo Estado com todos os municípios paranaenses que têm gestão ampliada do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo Curitiba um deles. O repasse é calculado conforme a população de cada cidade. “Esta é uma parceria necessária e fundamental neste momento de crise. Curitiba já investe cerca de R$ 50 milhões em procedimentos MAC e estamos recebendo um importante repasse para ampliar esse tipo de atendimento para os curitibanos e pacientes de outros municípios da Região Metropolitana que também recorrem aos nossos serviços”, afirma Fruet.

O secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton, explica que o valor recebido do governo estadual será usado para custear exames, procedimentos e internamentos de urgência e eletivos realizados em nove hospitais contratualizados e no Hospital do Idoso Zilda Arns, reforçando a rede de Urgência e Emergência e o atendimento especializado eletivo conforme a demanda.

“Esse recurso vai atender alguns dos nossos gargalos decorrentes da sazonalidade de atendimentos na urgência e emergência e nos dará mais agilidade para pagar procedimentos eletivos realizados pelos hospitais contratualizados, conforme a capacidade instalada e o recebimento dos recursos”, diz Titton.

O montante a ser destinado pelo Governo do Paraná a Curitiba representa 6% dos R$ 50,9 milhões investidos todos os meses pelo Município em procedimentos MAC e deve corresponder a 2,23% da dotação orçamentária total prevista para o SUS Curitiba em 2016. “Acompanhamos a dificuldade da saúde pública no país. Esse montante será de grande ajuda para ampliar o teto MAC”, falou Richa durante a cerimônia.

O evento também contou com a presença de secretários municipais e estaduais, diretores dos hospitais de Curitiba, parlamentares e representantes dos usuários do SUS Curitiba.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal