Estudantes ocupam UTFPR em Curitiba contra fechamento de cursos

Andreza Rossini


Cerca de 350 estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) ocupam o prédio da instituição desde o meio dia desta quarta-feira (8). As aulas foram suspensas.

De acordo com o tesoureiro do grêmio estudantil, André Cavalheiro, os alunos reivindicam que os cursos de mecânica e eletrônica sejam mantidos. “Nós queremos que a UTFPR abra edital de seleção para as 80 vagas de cursos técnicos que normalmente abrem em maio e neste ano ainda não saiu. Pedimos que a decisão do fechamento dos cursos de nível médio e técnico do departamento de mecânica e eletrônica sejam revogadas e que a universidade tenha um departamento apenas para gerenciar os cursos técnicos”, afirmou em entrevista ao Paraná Portal.

Foto: Reprodução/Facebook Ângela Alves Machado
Foto: Reprodução/Facebook Ângela Alves Machado

Ainda de acordo com André, os estudantes não devem deixar o prédio até que o edital seja aberto. Os alunos estão aguardando um membro da diretoria da universidade que afirmou que iria descer conversar com o grêmio estudantil.

O diretor-geral da UTFPR Cesar Augusto Romano, afirmou que os cursos devem ser fechados por falta de estrutura da instituição. “Essa discussão para o fechamento dos cursos já ocorre há mais de dois anos. Em setembro de 2015 nós decidimos que a última turma seria aberta no primeiro semestre de 2016. Temos vários professores que estão se aposentando, como é o caso dos professores destes cursos que devem se desligar da universidade nos próximos três anos. Estamos com a estrutura para que os alunos que estão cursando mecânica e eletrônica possam concluir, mas não temos estrutura para abrir novas turmas”, afirmou em entrevista ao Paraná Portal.

A decisão pelo fechamento foi tomada em setembro. Os estudantes alegam que a reunião foi realizada por e-mail e questionam a validade da mesma. Uma decisão judicial determinou que a instituição revisse o fechamento dos cursos. De acordo com Romano, estão sendo tomadas as medidas judiciais necessárias para o cumprimento da decisão.

A UTFPR afirmou que respeita a manifestação dos estudantes e está aberta para esclarecimentos sobre o fechamento dos cursos técnicos. Confira a nota na íntegra: 

Referente à ocupação do Bloco J do Câmpus Curitiba, onde funciona a estrutura administrativa do Câmpus e da Reitoria, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) informa que respeita as manifestações pacíficas e democráticas dos estudantes e está aberta a esclarecer as dúvidas a respeito do fechamento dos cursos de nível técnico em Curitiba.

Quanto à reivindicação dos alunos, cabe esclarecer que com a transformação do então Cefet-PR em UTFPR, a Instituição passou a ser vinculada à Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu) e não mais à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). Dessa forma, a oferta de cursos, os investimentos e a contratação de professores foram direcionados aos cursos de graduação e pós-graduação – motivos determinantes para a decisão dos departamentos acadêmicos do Câmpus Curitiba em encerrarem as atividades dos seus cursos.

Os demais Cefets, por orientação do Ministério da Educação (MEC), foram transformados em Institutos Federais, a quem cabe atuar preferencialmente na oferta dos cursos técnicos. Ressalta-se, por fim, que a Universidade não se opõe à oferta desses cursos, desde que haja uma política a nível Federal para tanto.

]Veja imagens da ocupação:

 

Previous ArticleNext Article