Fiscalização encontra cobras em embalagem dos Correios que veio do Canadá

Andreza Rossini


Duas cobras Jiboias foram encontradas, nesta terça-feira (21), em uma encomenda que seria entregue no interior do Paraná, após fiscalização em um aparelho de raio-x, no Centro de Treinamento Internacional de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Os animais vieram do Canadá e estavam debilitados após viagem de mais de 12 horas, presos dentro de uma pequena caixa, submetidas as baixas temperaturas do compartimento despressurizado de bagagens do avião.

Segundo informações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis (Ibama) os animais estavam  envoltas em uma meia-calça, junto com bolas de tênis e demais objetos para confundir os fiscais.

A partir dos dados colhidos, serão adotados os procedimentos necessários para responsabilizar os envolvidos e comunicar as autoridades policiais para as investigações necessárias. As cobras foram encaminhadas ao Zoológico de Curitiba, onde vão receber os cuidados veterinários necessários.

O Superintendente do Ibama no Paraná Vinícius Carlos Freire, destacou que a situação mostra a importância do investimento em tecnologia para os órgãos de fiscalização e a parceria entre o Ibama e os Correios. Além disso, ressalta Freire, “mesmo que acostumados em lidar com situações de maus tratos com animais, ficamos chocados com a crueldade e a covardia desse caso.”

Veja a nota na íntegra: 

Ibama e Correios interceptaram no Centro de Tratamento Internacional em Pinhais, através de verificação em aparelho de raio-x, uma encomenda contendo duas cobras vindas do Canadá. Os animais iriam ser entregues no interior do Paraná e encontravam-se bastante debilitados após longo período acondicionados em uma pequena caixa. Eles estavam envoltos em uma meia-calça, junto com bolas de tênis e outros objetos que buscavam confundir as equipes de fiscalização.

As duas cobras chegaram em território brasileiro após uma viagem que dura ao menos doze horas, sendo submetidas a condições de baixas temperaturas no compartimento despressurizado de bagagens da aeronave.

A partir dos dados colhidos até o momento, serão adotados os procedimentos necessários para responsabilização dos envolvidos e comunicação à autoridade policial para as devidas investigações. As duas cobras apreendidas foram encaminhadas ao Zoológico de Curitiba para os cuidados veterinários cabíveis.

Apesar de os animais terem sido enviados para o Brasil, aparentemente trata-se de exemplares de jiboia, espécie que ocorre no país e figura na lista da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção – CITES .

O Ibama alerta, ainda, que manter animais silvestres sem autorização dos órgãos competentes é crime ambiental, além de alimentar o círculo vicioso do tráfico de animais. Denúncias para o Ibama podem ser feitas através do telefone 0800-61-8080.

Previous ArticleNext Article