GM vai aplicar multas de trânsito a partir de janeiro em Curitiba

Andreza Rossini


Repórter Rafael Neves do Metro Curitiba

A prefeitura anunciou na quinta-feira que a GM (Guarda Municipal) vai fiscalizar e aplicar multas de trânsito a partir de janeiro do ano que vem em Curitiba.

A atribuição já é autorizada por lei federal desde 2013 e foi regulada neste ano na capital. Até agora, 205 agentes (cerca de 15% do efetivo de 1,3 mil guardas) já foram capacitados para a função, mas, segundo a prefeitura, todos estarão treinados para a tarefa a longo prazo.

Não serão destacados guardas municipais exclusivamente para a fiscalização do trânsito: eles poderão notificar as infrações principalmente nos locais em que a GM já tem mais presença, como parques, bosques, escolas e eventos em geral. “Pense no policial americano: ele sai para trabalhar com arma e colete balístico, mas também com um bloco de notas para emitir multas caso verifique a irregularidade”, explica o secretário de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

A Setran (Secretaria Municipal de Trânsito) também começará a contar com apoio da Guarda em operações de maior porte.

No primeiro treinamento da GM para o trabalho, que teve o apoio do Detran, os guardas auxiliaram os agentes de trânsito a orientar motoristas na implantação do binário Mateus Leme-Nilo Peçanha, no final de novembro. “A intenção não é colocar mais gente para aplicar multas, e sim dar mais segurança ao trânsito. Quase 60 mil pessoas morrem no Brasil por ano em acidentes; quanto mais pessoas estiverem fiscalizando e orientando, melhor”, afirma Rangel.

Previous ArticleNext Article