Governo promete novo prédio do IML para o fim do mês

Andreza Rossini


Do Metro Curitiba

O governo do Paraná promete entregar até o fim do mês o novo prédio do IML (Instituto Médico Legal), no bairro Tarumã, espaço que receberá cadáveres de Curitiba e mais 39 municípios da região.

A construção começou em 2013 e tinha previsão inicial de entrega para o ano seguinte. Agora as obras “estão na fase final”, segundo a Paraná Edificações.

A transferência dos corpos para o novo espaço, porém, não será imediata, já que depende da compra e instalação de todos os equipamentos. Esta inauguração é esperada para desafogar a sede atual, na Av. Visconde de Guarapuava.

O local trabalha acima da capacidade há anos e, segundo o Sinpoapar (Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares do Paraná), está nesse momento com 109 cadáveres para apenas 69 gavetas, ou seja, 58% acima da capacidade.

O excedente fica acumulado nas chamadas “geladeiras” (câmaras frias). “Os mortos ficam empilhados naquela imundície. A minha preocupação é a retirada daqueles cadáveres”, diz o deputado estadual Rubens Recalcatti (PSD), que visitou o espaço na semana passada.

Segundo o sindicato, há até corpos de pessoas mortas em 2014, que ainda não foram encaminhadas para enterro. “Destes 109 corpos, uns 80 aguardam alguma decisão burocrática ou judicial para liberação”, diz o presidente do Sinpoapar, Alexandre Brondani.

Procurada, a Polícia Científica não confirmou o número de corpos, mas afirmou que o acúmulo “é decorrente da espera de decisões judiciais que autorizem o sepultamento daqueles não reclamados”.

Há vários cadáveres de pessoas que morreram na rua, sem documentos, e não foram procurados por familiares ou responsáveis.

Segundo a Seil (Secretaria de Infraestrutura e Logística), o novo IML terá três vezes mais capacidade que o atual e “um ganho na ordem de 40 a 50% na capacidade de atendimento”. Recalcatti reclama também que a Rua Paulo Turkiewicz, em frente à futura sede, não está asfaltada, o que será um transtorno para familiares e funcionários.

A prefeitura diz que a pavimentação já está programada e estará pronta quando o IML for inaugurado.

Previous ArticleNext Article