Homem em situação de rua é encontrado morto na Praça Tiradentes

De acordo com a prefeitura, o homem foi abordado pelo serviço de acolhimento da FAS, mas recusou o atendimento.

Larissa Biscaia - BandNews FM Curitiba - 23 de maio de 2022, 10:05

Foto: Daniel Castellano / SMCS
Foto: Daniel Castellano / SMCS

Um homem em situação de rua foi encontrado morto na Praça Tiradentes, no Centro de Curitiba, no último final de semana. A suspeita é de que a vítima morreu de hipotermia, quando a mínima registrada na capital paranaense foi de 6,2°C, de acordo com o Simepar. As informações são da Bandnews Curitiba.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, o homem recusou o acolhimento da Fundação de Ação Social (FAS). As equipes distribuíram cobertores para proteção do frio no local.

A vítima tinha entre 40 e 50 anos de idade e foi atendida Polícia Militar e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O Instituto Médico Legal (IML) deve apurar a causa da morte.

De acordo com o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, o objetivo do serviço de abrigo é evitar as mortes por hiportermia.

"A gente deve sempre aumentar a disponibilidade de vagas conforme a gente percebe a adesão das pessoas. É importantíssimo que essas pessoas façam adesão ao serviço de acolhimento com esse frio intenso. Nosso maior objetivo nesses dias mais frios, e aí sempre convoco a sociedade para nos ajudar, é que essas pessoas não fiquem nas ruas justamente pelo risco de hipotermia. Não queremos perder ninguém para o frio", destaca.

Ainda de acordo com a prefeitura, o homem que morreu também teria recusado o acolhimento em outras ocasiões. O presidente da FAS destaca a capacidade de expansão das vagas de abrigo.

"Ano passado chegamos a abrir 2.050 vagas, mas chegamos a acolher no máximo 1.440 pessoas em um único dia. Fizemos essa abertura de vagas até acima do que a gente percebe de pessoas em situação de rua em Curitiba justamente pelo frio intenso que tivemos mais para o final de julho. A gente imaginou que mais pessoas pudessem procurar o serviço de acolhimento, o que não ocorreu", completa.

Ao todo, são 1.334 vagas disponíveis na Capital. A Ação Inverno – Curitiba que Acolhe acontece até o dia 15 de setembro.