Instituto de Identificação monta estrutura para atender calouros da UFPR

Roger Pereira


Da AEN

O Instituto de Identificação do Paraná está fazendo atendimento prioritário aos aprovados no vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que começam a fazer o registro acadêmico nesta quinta-feira (19).

Oito profissionais do Instituto de Identificação foram deslocados de setores administrativos para atender exclusivamente os estudantes, que por exigência da instituição de ensino devem apresentar, entre os documentos necessários para formalizar o registro acadêmico, RG emitido após os 14 anos de idade. Na lista de documentos obrigatórios a serem entregues, divulgada pela universidade, consta que “não serão aceitos documentos com fotos de menores de 14 anos”.

Desde esta segunda-feira (16), mais de mil atendimentos foram feitos exclusivamente para calouros da UFPR, entre pedidos de informações, esclarecimento de dúvidas, agendamentos e confecção da carteira de identidade. Em média, no período de um mês o Instituto de Identificação faz de 6 a 7 mil atendimentos.

Os universitários que precisarem recorrer ao Instituto de Identificação devem comparecer ao posto localizado na Rua José Loureiro, 376, no Centro de Curitiba. “Nossos profissionais estão trabalhando de forma intensa para atender a demanda e fazendo agendamentos manuais. Caso o cidadão não possa fazer o RG na hora, é informado sobre data e hora para voltar e finalizar a confecção do documento”, informa o diretor do Instituto de Identificação, Marcus Vinícius Michelotto.

O diretor sugere, ainda, que no próximo ano seja concedido um prazo mais extenso para que a universidade solicite a documentação necessária, além de que haja uma flexibilidade por parte da UFPR. “Fornecemos um protocolo de agendamento ou, ainda, do RG confeccionado, que leva alguns dias para ficar pronto e ser entregue ao cidadão, da mesma forma que outros documentos oficiais, como passaporte – emitido pela Polícia Federal – ou carteira de habilitação – confeccionada pelo Departamento de Trânsito”, acrescenta Michelotto.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal