Maestro paulista rege Sinfônica do Paraná

Redação


A Orquestra Sinfônica do Paraná faz um concerto no domingo (7), às 10h30, e na quinta-feira (11), às 20h30. A apresentação, que tem regência do paulista Roberto Tibiriçá, é da Sinfonia N° 36 Linz, de Mozart, e Sinfonia N° 4, de Beethoven. O evento acontece no auditório Bento Munhoz da Rocha, o Guairão, com ingressos que custam entre R$ 10 e R$ 20.

Segundo o maestro, as sinfonias — que já foram apresentadas em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro — foram escolhidas por serem pouco conhecidas, mas representativas para a música clássica. “Foi urna opção feita junta-mente com a Orquestra. Escolhemos essas duas canções do período clássico”, diz Tibiriçá. “Ambas são muito alegres”.

Sinfonia n° 36 Linz, de Wolfgang Amadeus Mozart, abre o concerto. A obra foi escrita em três dias e, segundo os críticos, comprova a genialidade do compositor alemão. A primeira apresentação ao público aconteceu em 4 de novembro de 1783, na cidade austríaca de Linz, que deu nome à composição.

O maestro já exerceu, entre outras funções, a de regente assistente no Teatro Nacional São Carlos, diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira e da Orquestra Petrobras Sinfônica. Essa não é a primeira vez dele em Curitiba. “É uma cidade com um movimento cultural muito forte”, comentou.

A Orquestra Sinfônica do Paraná recebe maestros convidados frequentemente, mas a regência oficial é do alemão Stefan Geiger. Fundada em 1985, a Sinfônica já teve como titulares na função músicos como Alceo Boc-chino e Osvaldo Colarruso.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="377031" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]