Maratona de Curitiba reúne 7 mil atletas; metade é de outros estados

Redação


Com CBN Curitiba

A tradicional Maratona de Curitiba reuniu, neste domingo (19), quase 7 mil atletas, entre brasileiros e estrangeiros, para completar os trajetos de 42 km, 10 km e 5 km. Além dos atletas amadoras, a elite marcou presença – com brasileiros no pódio.

A queniana Anjelina John Yumba venceu a maratona na categoria geral feminina, com o tempo de 2h38m45s, com uma diferença considerável para as demais atletas. Em segundo lugar, a brasileira Janete Tedesco fez 2h48m46s e, em terceiro, Adriana Domingos da Silva fechou a prova em 2h49m04s.

Já entre os homens, o tanzaniano Mejam Reginald Lucian fechou a prova em primeiro, em 2h23m01s, seguido do queniano Dicson Kiplagat, com 2h23m48s, e do brasileiro Samuel Ribeiro, com tempo de 2h24m29s.

A maratona contou com atletas de todos os estados do Brasil e também da Argentina, Bahrein, Estados Unidos e Paraguai, entre outros países. A largada e chegada foram na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico.

Foto: Mariana Ohde / Paraná Portal
Foto: Mariana Ohde / Paraná Portal

Segundo os organizadores do evento, mais da metade (3.380) dos corredores são de fora do estado, o que deve trazer cerca de R$ 40 milhões para a economia local. O maior grupo de participantes, 10% do total, vem do estado vizinho, São Paulo.

“É um público que tem um perfil interessante de comportamento e que vai aproveitar sua estadia para conhecer a cidade”, explica a presidente do Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, Tatiana Turra.

Desafio

Considerada uma das corridas mais desafiadoras do país, a Maratona de Curitiba teve 42,195 mil metros de percurso, passando por 29 bairros da cidade, com trechos de aclives e declives que exigiram boa condição física dos atletas.

Segundo Samuel Ribeiro, além do preparo físico e dos treinos, o incentivo dos curitibanos que assistiram a maratona ajudou os atletas a melhorarem o desempenho. “Adoro correr em Curitiba, pois o público é sensacional, sempre motivando todo mundo”.

O atleta contou que ficou emocionado com o apoio que recebeu na reta final da corrida. “Cheguei depois dos dois estrangeiros vencedores, então, quando o pessoal viu que eu representava o Brasil me incentivou ainda mais, foi bem emocionante”, disse Samuel Ribeiro.

Premiação

A Maratona de Curitiba distribuiu mais de R$ 50 mil em premiação, sendo R$ 6,5 mil para os campeões nas categorias masculino e feminino. Por reconhecimento aos corredores locais, foram premiados em dinheiro os melhores atletas curitibanos que participaram das três primeiras etapas do Circuito Adulto de Corrida, promovido neste ano pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Smelj).

O vice-prefeito Eduardo Pimentel, que participou da prova de 5 km, comemorou o crescimento que as corridas de rua tiveram na cidade, a partir do apoio do município. “Ficamos muito felizes em contribuir para o crescimento desta modalidade de esporte em Curitiba.

Neste ano, as provas promovidas pela Smelj quebraram recordes de participação e hoje temos a Maratona lotada em todas as modalidades”, disse Pimentel.

Categorias 

A prova de 10 km masculina foi a mais disputada, decidida apenas na reta final. Gabriel Lecheta superou por um segundo o atleta Ernani Mendes e conquistou o pódio com tempo de 35min39s. Na categoria feminina a atleta Michelini França venceu ao finalizar o percurso em 42min12s, seguida de Gilmara Gonçalves e Manuela Campos.

Na modalidade de 5km, a emoção ficou por conta da chegada da categoria feminina, novamente decidida por um segundo de diferença. Angelica Pronsati cruzou a linha de chegada com 20min40s de tempo e foi seguida de Hadiji Yukari Nagao. Na prova masculina, Anderson Soares dos Santos superou Tauan Thiago Depieri e Luiz Gustavo e finalizou em primeiro, em 16min58s.

“Fiquei muito contente com o meu tempo e mostrou que o treinamento valeu a pena. Minha meta para o próximo ano é treinar distâncias mais longas e correr a prova de 10 km ou revezamento da Maratona”, disse Anderson Soares.

Além de estimular a prática da atividade física e saudável, a Maratona de Curitiba também promove a Cidade, colabora para fortalecer o comércio, serviço e turismo local. De acordo com a organização do evento, mais de a metade dos corredores inscritos (3.380) são de outros estados e países, o que deve trazer cerca de R$ 40 milhões para a economia do município.

Confira abaixo os resultados da 21ª Maratona de Curitiba: 

42 km masculino

1 – Mejam Reginald Lucian – 2h23min01

2 – Dicson Kiplagat – 2h23min48

3 – Samuel Ribeiro – 2h24min30

42 km feminino

1 – Anjelina John Joseph Yumba – 2h38min45

2 – Janete Tedesco – 2h48min46

3 – Adriana Domingos da Silva – 2h49min04

10 km masculino

1 – Gabriel Lecheta – 35min39

2 – Ernani Mendes Arifa – 35min40

3 – Vinicius Rosa dos Anjos – 35min43

10 km feminino

1 – Michelini França Ferreira – 42min12

2 – Gilmara Gonçalves – 45min50

3 – Manuela Campos Machado – 46min11

5 km masculino

1 – Anderson Soares dos Santos – 16min58

2 – Tauan Thiago Depieri – 17min01

3 – Luiz Gustavo – 18min17s

5 km feminino

1 – Angelica Pronsati – 20min40

2 – Hadiji Yukari Nagao – 20min41

3 – Ana Paula Martins – 20min57

Superação

A maratona é repleta de histórias de superação, mas uma, em especial, chamou a atenção neste domingo. Um grupo de corredores que se curaram da leucemia e fazia a prova pela primeira vez.

Os ex-pacientes integram o The Hardest Run, que tem o objetivo de estimular a doação de sangue e de medula óssea por meio de uma parceria entre o maratonista Marcelo Alves e o Hospital Nossa Senhora das Graças.

Gabrielli Folle, de 17 anos, teve a experiência de participar de uma corrida pela primeira vez. Ela passou por um tratamento contra a leucemia por dois anos e meio. Foram mais de 400 sessões de quimioterapia. Ela atingiu a cura com a ajuda de 23 doadores de sangue e 11 doadores de plaquetas.

“A gente precisa que as pessoas façam o cadastro para a doação de medula óssea, que doem sangue e se esforcem para isso. É realmente necessário. Salva vidas. A gente é prova disso”, afirma.

Os seis corredores do The Hardest Run receberam medalhas especiais.

Bloqueios

Por causa da maratona, algumas ruas permanecem bloqueadas até 15h deste domingo. Confira o mapa das ruas.

Previous ArticleNext Article