camara municipal
Compartilhar

Marcha da Maconha mobiliza manifestantes em Curitiba

Mais de 1,6 mil pessoas confirmaram presença na 11ª Marcha da Maconha em Curitiba. Os manifestantes se mobilizam em defe..

Narley Resende - 06 de maio de 2017, 14:05

Mais de 1,6 mil pessoas confirmaram presença na 11ª Marcha da Maconha em Curitiba. Os manifestantes se mobilizam em defesa da legalização do entorpecente.

ANÚNCIO

Segundo a organização, o movimento defende o que eles consideram ser um movimento mundial para discutir a possibilidade da legalização da maconha medicinal, recreativa, industrial e religiosa.

Na capital paranaense, os manifestantes se reúnem às 15 horas, na Boca Maldita.

A marcha deve começar às 16h20, com destino ao Palácio Iguaçu, sede do Governo Estadual.

ANÚNCIO

A 11ª edição da Marcha da Maconha tem o nome de “O sinal tá verde de o bonde tá passando”.

O evento acontece simultaneamente em várias cidades – como São Paulo, Nova Iorque (EUA), Londres (Inglaterra) e Roma (Itália).

O objetivo do movimento é pressionar para a legalização da maconha, que só em 2017 já tomou países como o Uruguai, a Holanda, seis novos estados dos EUA e que ainda pretende atingir o Canadá.

Reação

Preocupada com o movimento, a Associação Paranaense de Psiquiatria (APPSIQ), Federada da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), se posiciona contrária à legalização da maconha e compartilha da mesma visão da ABP.

De acordo com nota divulgada à imprensa neste sábado (6), a associação se baseia em "comprovação científica da comunidade médica à respeito dos malefícios e efeitos nocivos do consumo regular da maconha para a saúde".

Leia o manifesto.