Monitoramento do Aedes aegypti começa nesta segunda-feira em Curitiba

Mariana Ohde

dengue

Fonte: CBN Curitiba

O monitoramento do mosquito Aedes aegypti em Curitiba começa nesta segunda-feira (18). O Levantamento Rápido do Índice de Infestação tem o objetivo identificar a ocorrência de focos do mosquito transmissor da dengue, vírus zika e febre chikungunya.

Agentes do município vão às ruas para o fazer a fiscalização e acompanhamento. Até o dia 17 de agosto, devem ser vistoriados 25.857 imóveis, sorteados aleatoriamente em um sistema de amostragem.

A bióloga do Programa Municipal de Controle do Aedes, Tatiana Robaina, destaca a importância de permitir que os agentes vistoriem os imóveis.

“O que a gente precisa da população é que as pessoas estejam cientes de que os agentes estarão pedindo para entrar nas residências para fazer a inspeção, coleta de larvas, orientações e, se for necessário, o tratamento químico. E que essas pessoas aceitem a entrada dos agentes como forma de auxílio. Eles vão estar identificados, uniformizados. Se a pessoa tiver dúvidas, ela pode ligar para o 156”, explica, ressaltando que os cuidados são necessários mesmo no inverno, pois o mosquito não deixa de se reproduzir.

Estão envolvidos na ação cerca de cem agentes. “Os agentes estarão de camiseta branca com uma tarja amarela e identificação da empresa S.A.U., calça azul, uma mochila, geralmente eles carregam uma bandeirinha, que eles colocam no portão”, explica.

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAe), é feito em todo Brasil e tem como objetivo identificar a ocorrência de focos do mosquito em municípios com mais de 9 mil imóveis. Por determinação do Ministério da Saúde, Curitiba fará dois LIRAa neste ano, em julho e em outubro.

No último monitoramento, na capital paranaense, em outubro do ano passado, o resultado foi inferior a 1%, o que significa que não havia risco de epidemia.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal