Monumentos da praça 19 de Dezembro passam por nova ação de despiche

Andreza Rossini


Com Prefeitura de Curitiba

A coordenação de Preservação de Acervo da Fundação Cultural de Curitiba precisou fazer mais uma ação de despiche na Praça 19 de Dezembro, no centro da capital.

Dessa vez, a limpeza foi no obelisco e nas três colunas do painel de duas faces. A limpeza ocorreu na última semana, dia 26, após a praça amanhecer pichada no dia 25.

A remoção da pichação levou duas horas. A coordenadora de Preservação de Acervo, Cláudia Arioli, avalia que a remoção das pichações foi fácil devido à impermeabilização completa realizada em agosto. “Podemos considerar que o trabalho foi executado a contento e que a impermeabilização foi um diferencial no projeto”, analisa.

Entretanto, a coordenadora destaca a necessidade de a população valorizar e cuidar dos bens públicos. “É importante que a população valorize o Patrimônio e ajude a preservá-lo”, afirma.

Ela destaca o trabalho de visitas mediadas realizadas pelo Núcleo de Ação Educativa da FCC, roteiros da ação educativa com o objetivo promover a educação patrimonial ao abordar a importância dos bens culturais e uma reflexão sobre a sua preservação.

A remoção das pichações nos monumentos da Praça 19 de Dezembro é uma ação da Prefeitura em parceria com a Associação Comercial do Paraná, que acionou empresas apoiadoras para o fornecimento de equipamentos e material de limpeza dos monumentos.

O primeiro trabalho de remoção de pichações nas obras e painéis artísticos da Praça 19 de Dezembro começou em 12 de agosto e foi finalizado no dia 30 do mesmo mês com a impermeabilização do Painel.

História

A Praça 19 de Dezembro é marco do centenário de emancipação do Paraná e abriga um conjunto de monumentos formado por obras de importantes artistas paranaenses. Nele estão o painel de granito executado em relevo por Erbo Stenzel e Humberto Cozzo, que representa os ciclos econômicos do estado e, no lado oposto, o painel com desenhos de Poty Lazzarotto em azulejos coloridos; o obelisco de concreto armado com 30m de altura com o símbolo do Estado; a estátua do Homem Nu, que homenageia o trabalhador paranaense, e a Estátua da Justiça (a Mulher Nua), realizadas também por Stenzel e Cozzo.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="458459" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]