Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Motoristas e cobradores decidem estender greve por tempo indeterminado

Os trabalhadores ligados ao Sindicato de Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) vão inici..

Andreza Rossini - 14 de março de 2017, 12:03

Os trabalhadores ligados ao Sindicato de Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) vão iniciar greve geral da categoria a partir da próxima quinta-feira (16).

ANÚNCIO

A categoria recusou proposta oferecida pelas empresas na última reunião realizada na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Paraná (SRTE). Os empresários ofereceram reajuste de 5,43% ao salário e demais benefícios, o que representa a reposição do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A oferta foi recusada pelo presidente Anderson Teixeira por ser abaixo da expectativa dos trabalhadores, que é de reajuste de 15% e aumento do vale-alimentação de R$ 500 para R$ 977.  “Conto agora, com o apoio de toda nossa categoria, para se unir e se mobilizar por condições mais justas de trabalho”, afirmou Teixeira. “A hora é de união: como vem ocorrendo desde 2011, quando passamos a ter um sindicato combativo, é a capacidade de organização e luta da categoria que vai fazer a diferença”, completa.

A greve foi aprovada em assembleias realizadas ao longo da última semana. Amanhã (15) será realizada a paralisação dos ônibus em adesão à campanha "Todos contra o fim da aposentadoria", junto a greve das outras categorias no Paraná contra a reforma da previdência.

Durante assembleia, as dez maiores empresas do setor, das viações Redentor, Expresso Azul Filial, Araucária Filial, CCD, Sorriso, São José dos Pinhais Matriz, Viação do Sul, Santo Antônio, Glória e São José Filial tiveram a aprovação do indicativo por unanimidade.

Urbs

A Urbs já entrou com pedido para garantir a frota mínima durante a greve dos trabalhadores e estuda o cadastramento do transporte particular.