‘O Parto delas’: fotógrafa registra mulheres em maternidade pública

Narley Resende


Com Metro Jornal Curitiba

A jornalista e fotógrafa Luciana Zenti é a responsável por colocar nas paredes da recepção da Maternidade Bairro Novo retratos da expectativa pelo nascimento, das contrações, do esforço da mãe e até mesmo das dores do parto, tudo de maneira poética e única.

Ela registrou durante seis meses, em mais de cinco mil fotos, dezenas de mulheres em trabalho de parto na Maternidade. Nesta primeira fase do trabalho, foram escolhidas 14 imagens, que ficam em exposição até o fim do ano.

“Escolhemos fazer as imagens em preto e branco porque sabíamos que haveria sangue, por exemplo, e o objetivo era destacar as emoções”, analisou Luciana. Cada uma das mulheres fotografadas foi presenteada com seus ensaios fotográficos.

A ideia do projeto ‘O Parto delas’ surgiu quando Luciana soube do trabalho desenvolvido na Maternidade Bairro Novo, que incentiva práticas humanizadas de atendimento à gestante e de ‘empoderamento’ da mulher.

“Todo trabalho desenvolvido aqui na Maternidade é uma conquista e precisa ser cada vez mais divulgado, para que toda mulher saiba que um parto mais humanizado é possível; e uma imagem diz mais que qualquer discurso”, descreveu Luciana.

Maternidade

Referência para gestantes de 25 unidades básicas de saúde da capital, a Maternidade Bairro Novo realizou 5.583 partos entre março de 2013 e novembro de 2015, mais de 75% deles de forma natural.

As práticas são de humanização do parto, com a presença do acompanhante, plano de parto, massagens, banhos terapêuticos, exercícios respiratórios e na bola, escalda pés, caminhadas. A unidade é referência no SUS em todo país, sendo premiada em Belém (Pará) pelo trabalho realizado em Curitiba.

Parto humanizado
Foto: Luciana Zenti

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="401665" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]