Ocorrências com ‘Pokémon Go!’ são falsas, diz Corpo de Bombeiros

Fernando Garcel


Todas as notícias relacionadas com acidentes em Curitiba envolvendo o jogo “Pokémon Go”, lançado oficialmente no Brasil nesta quarta-feira (3), são falsas, de acordo com o Corpo de Bombeiros da capital.

Pokémon Go: curitibano descobre como ganhar dinheiro com o jogo

Horas após o lançamento do aplicativo surgiram publicações afirmando que ocorreram três acidentes em Curitiba. Dois deles envolvendo quedas no Rio Belém, e no lago do Parque Barigui. Outro, divulgado por um site que se apropria de nomes de veículos da imprensa, dizia sobre um atropelamento envolvendo um ônibus biarticulado.

“Não tem nenhum acidente relacionado ao jogo. Tem até um site que divulgou nosso nome [bombeiros] dizendo que confirmamos as ocorrências. É mentira. Já pedimos para que tirassem, mas ainda não tiraram”, disse por telefone o soldado Lacerda, responsável pelo atendimento à imprensa no Corpo de Bombeiros, em Curitiba.

Lançamento

O lançamento coloca ponto final à espera de quase um mês pelo lançamento do título. O jogo já está disponível para ser baixado na Play Store, dos dispositivos Android, e na iTunes Store, dos aparelhos da Apple.

Em comunicado oficial publicado na página de “Pokémon Go” no Facebook, a Niantic anuciou a chegada do game ao mercado latino-americano (que inclui o Brasil): “Pegue os tênis e Pokébolas, e prepare-se para explorar o mundo ao seu redor. Estamos empolgados em colocar Pokémon Go oficialmente nas mãos dos nossos fãs latino-americanos, visitantes e atletas Olímpicos no Rio!”.

A equipe do Paraná Portal percorreu a Curitiba e percebeu que o jogo já se tornou febre na cidade. Em shoppings, parques e bares da cidade era possível ver pessoas caçando bichinhos com seus celulares. Até mesmo na Arena da Baixada, onde o Atlético enfrenta o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, havia torcedores jogando.

Apesar da interface bastante intuitiva, “Pokémon Go” ainda não tem suporte para o idioma português. Todos os textos do game aparecem em inglês.

A cobrança dos jogadores brasileiros para que o game chegue ao país se intensificou nas últimas semanas, com rumores extra oficiais sobre possíveis datas para isso ocorrer sendo levados a público. Até mesmo atletas olímpicos reclamaram da ausência de monstrinhos na Vila Olímpica, no Rio de Janeiro.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="376768" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]