Ônibus Intervidas vai ampliar atendimento a dependentes químicos em Curitiba

Mariana Ohde


A equipe do ônibus Intervidas deve ampliar o atendimento para os usuários de drogas e pessoas em situação de rua que frequentam a Praça Rui Barbosa. A equipe já atua na Praça Osório nas quintas-feiras e, agora, estará também na Rui Barbosa às terças-feiras.

O ônibus Intervidas é um projeto da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com apoio da Senad e do Ministério da Justiça. Durante três horas, das 18h30 às 21h30, uma equipe multidisciplinar trabalha com usuários de álcool e outras drogas em situação de rua que costumam frequentar as praças e outros espaços públicos. Eles são convidados a participar de atividades que envolvem música, esporte, leitura e artes circenses, objetivando a ressocialização, a reinserção e o vínculo.

“O Intervidas leva a essas pessoas a possibilidade de acessar serviços a que elas têm direito e encontram dificuldades, seja saúde, abrigo ou atividades culturais. Esse é o primeiro passo para que elas saiam da dependência”, afirma o diretor de Políticas Sobre Drogas da Secretaria Municipal da Saúde, Marcelo Kimati.

A Praça Osório foi o primeiro espaço a receber o programa. Em 14 meses, cerca de 1,7 mil pessoas foram impactadas. “Criamos um vínculo com essa população. Eles entenderam que o ônibus é um equipamento da saúde e que podem contar com o nosso apoio. Perceberam que são pessoas de direitos e podem ter acesso a diversos serviços”, conta a coordenadora do projeto Intervidas, Caroline Souza Nascimento.

Ao criar vínculo com essas pessoas, os profissionais da saúde passam a orientá-las sobre redução de danos e sensibilizá-las para que sejam encaminhados a outros equipamentos da prefeitura, como abrigos, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), reforçando um trabalho intersetorial entre várias secretarias.

“Com esse trabalho, temos conseguido tirar pessoas das ruas e reinseri-las na sociedade. É um esforço que faz a diferença na vida dessas pessoas”, afirma o secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal