“Palácio dos Horrores” protesta contra demissões do Bradesco

Andreza Rossini


Andreza Rossini e Fernando Garcel

Bancários realizam um protesto batizado de “Palácio dos Horrores” em frente ao Palácio Avenida, na Boca Maldita, em Curitiba, na manhã desta quarta-feira (13). A apresentação conta com um coral de anjos vestidos de preto que cantam versões de músicas natalinas em forma de críticas ao banco.

O local é conhecido em Curitiba devido as apresentações de Natal do “Palácio Encantado”.

De acordo com o Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba, o banco fechou cerca de 500 agências e demitiu 9,2 mil bancários entre setembro de 2016 e setembro de 2017. “Os que permaneceram trabalhando estão submetidos a uma carga desumana de afazeres e cobranças”, afirma a entidade por meio de nota.

Foto: Andreza Rossini
Foto: Andreza Rossini

Entre as apresentações, os dirigentes sindicais também fazem alertas ao público sobre a retirada de direitos e sobre a reforma da Previdência.

“O que a gente quer fazer é um contraponto a toda essa exposição com relação ao ato natalino, que virou até ponto turístico de Curitiba. O que questionamos é o contraditório dessa realidade. Enquanto o Bradesco mostra esse belo Natal para a sociedade, no dia a dia a realidade dos trabalhadores é de metas abusivas, de pressão por vendas e demissões. Queremos dizer para a sociedade é que o Natal, para ser bom, tem que ser feliz para todos”, conta o presidente do sindicato Elias Jordão.

[insertmedia id=”TY8Lubm5ydY”]

O Paraná Portal entrou em contato com o banco, que preferiu não comentar o assunto.

Previous ArticleNext Article