Postagem sobre Parada LGBTI provoca reação em página da Prefeitura no Facebook

Redação


Após fazer uma postagem em apoio à Parada LGBTI, realizada neste domingo (5) em Curitiba, monitores da página da Prefeitura reponderam centenas de comentários com a frase “Olá! O evento não é realizado, é apoiado pela Prefeitura. Não houve gasto público”.

Em meio a mensagens de ódio e de apoio, o questionamento que prevaleceu foi sobre a participação da prefeitura na realização do evento. A administração municipal esclareceu que apenas “apoia” o evento, mas não tem participação na realização.

A página publicou um vídeo de divulgação do evento, produzido pela Associação Paranaense da Parada da Diversidade (APPAD). “Uma Curitiba inclusiva é um lugar melhor para todas as pessoas. Hoje acontece a Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba, das 12h às 20h na Praça 19 de dezembro! :D”, diz a chamada com as tags #ParadaLGBTICuritiba #DiverCidade.
 Sem título

Apoio polêmico

Não é a primeira vez que a página da Prefeitura de Curitiba no Facebook é palco de reação dos seguidores por se posicionar em relação ao apoio à diversidade sexual.

Em 2014, na gestão do ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT), em uma postagem com a convocação para um casamento coletivo – incluindo entre pessoas do mesmo sexo – provocou reações de vereadores da Bancada Evangélica na Câmara Municipal, que chegou a protocolar uma moção de repúdio à postagem.

Prefeitura FacebookDiante da pressão, a Prefeitura removeu a imagem da página no Facebook, que mostrava casais hétero e homossexuais. Depois disso, a página repostou a imagem com um pedido de desculpas aos seguidores que se revoltaram com a atitude.

No ano seguinte, em junho, a página surpreendeu ao não aderir a um movimento mundial na rede social. Uma ferramenta que permitiu colorir os perfis foi lançada por Mark Zuckerberg – presidente e fundador do Facebook -, foi criada em apoio à decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos, de legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.

Enquanto diversas páginas de ministérios, prefeituras e governos aderiram à ferramenta, em apoio ao casamento homoafetivo, a Prefeitura de Curitiba se  limitou a postar, no fim da noite, um clip de George Michael, da música “Freedom”, numa manifestação “sutil” de apoio.

Seguidores cobraram um posicionamento da Prefeitura e criticaram o silêncio da administração municipal.

Sem título

Previous ArticleNext Article