Prefeitura anuncia novos Cras e investimentos na área de assistência social

Fernando Garcel


Francielly Azevedo e Fernando Garcel

O prefeito Rafael Greca (PMN) e a presidente da Fundação de Ação Social, Elenice Malzoni, anunciaram investimentos para a área de assistência social, nesta quinta-feira (27). Segundo a prefeitura, serão construídos novos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e o atendimento para pessoas em situação de rua com transtorno mental e usuários de álcool e drogas será ampliado.

No anúncio, Greca afirma que os novos Cras serão instalados no Bairro Alto e na Vila Verde, Cidade Industrial de Curitiba (CIC). A perspectiva do prefeito é que as obras comecem no dia 31 de julho e que sejam concluídas em até 120 dias. “Não existe discurso ideológico que justifique as pessoas morarem nas ruas. Isso é fingir que não a vemos”, destacou Greca.

Além dos Cras, a prefeitura também deve inaugurar uma nova casa de apoio, batizada de São Bento, no Parolim, até outubro. O espaço, com mil metros quadrados, deve atender até 70 pessoas em situação de rua. No total, a capital paranaense tem capacidade de atender 1550 pessoas em situação de rua, sendo 950 delas com abrigo noturno.

Questionado sobre as ações e se elas pretendem reduzir o número de pessoas nas ruas, o prefeito foi evasivo. Greca declarou que não tem “intenção com estatísticas”. “Eu tenho intenção de serviço e qualidade. Quero erguer quem está caído, acolher quem está abandonado e proteger quem precisa”, declarou o prefeito.

Moradores de rua

Aproximadamente 1,7 mil pessoas moram nas ruas de Curitiba, segundo o balanço feito pela gestão do ex-prefeito Gustavo Fruet. Por outro lado, o Movimento Nacional da População em Situação de Rua aponta que entre 4 mil e 5 mil pessoas estão em situação de rua. A atual gestão ainda trabalha para levantar esses dados.

Previous ArticleNext Article