Produtos da ceia têm variação de até 95%, alerta Disque Economia

Fernando Garcel


Pesquisa feita pelo Disque Economia da Prefeitura de Curitiba alerta que os produtos da ceia de Natal, entre eles o panetone, o peru, o pernil e o espumante, apresentam variação de até 95,24% no preço em diferentes supermercados da capital.

Essa foi a primeira vez que o Disque Economia, da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), fez esta pesquisa.

Instituto faz ceia de Natal para moradores de rua
“Natal Solidário” dobra meta e arrecada 60 mil brinquedos

“Muitos supermercados fazem promoções diárias, levando a grandes variações. Por isso, é importante que as pessoas façam a comparação dos preços”, orienta Thiago Cavichiollo, coordenador do serviço da Prefeitura. Ele destaca que os supermercados fazem promoções diárias nesta época do ano o que faz com que os preços apresentem grandes variações e informa que as equipes de pesquisa vão fazer acompanhamentos diários até o dia 21.

Campeões

Entre os itens pesquisados, a maior variação foi constatada no preço do lombo, que teve quatro marcas monitoradas. A diferença chegou a 95,24%. No caso das bebidas típicas de festa, a sidra apresentou a maior diferença de preço entre um supermercado e outro: 89,70% (foram pesquisadas oito marcas, entre sidras e espumantes). Outro campeão de diferença de valor é o pernil, que apresentou uma variação de preço de 85,84% para um mesmo produto (cinco marcas foram monitoradas).

Onze fabricantes de panetones e chocotones fizeram parte do levantamento do Disque Economia. No caso dos panetones, a maior variação de preço de um determinado produto chegou a 74,93%. No caso dos chocotones, a diferença entre um estabelecimento e outro, para um mesmo produto, foi de até 64,31%.

Entre as aves para a ceia, a pesquisa do Disque Economia encontrou diferenças de até 37,45% para um mesmo item, entre as seis marcas pesquisadas. No caso do peru, a variação de um mesmo produto em diferentes supermercados chegou a 66,22% (três marcas foram monitoradas).

Em relação ao tender, a diferença entre quatro marcas chegou a 40,23% para um mesmo produto entre os pontos pesquisados. Já os espumantes monitorados apresentaram uma variação de 51,38% para um mesmo produto.

Toda a pesquisa pode ser acessada neste link.

Leia também:

Começam as apresentações de Natal no Palácio Avenida, em Curitiba
“Palácio dos Horrores” protesta contra demissões do Bradesco

Previous ArticleNext Article