Representantes de academias protestam em frente à Prefeitura de Curitiba

Redação

Segundo a entidade, a medida da Secretaria Municipal de Saúde pode resultar no fim de mil empresas, que geram mais de 30 mil empregos

Aproximadamente 100 representantes de academias promoveram um protesto em frente à Prefeitura de Curitiba nesta segunda-feira (15) contra as novas medidas restritivas no combate ao coronavírus tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

A categoria  argumenta que “exercício é saúde” e têm medo do desemprego causado pelas academias vazias. Segundo a entidade, a medida pode resultar no fim de mil empresas, que geram mais de 30 mil empregos.

Com policiamento feito pela Guarda Municipal, o protesto das academias foi foi pacífico em Curitiba. Hoje, às 16h, representantes de academias conversam com o prefeito Rafael Greca sobre o fechamento dos centros esportivos na Capital.

“Destruíram a vida de empresários, educadores físicos, personal trainers, n6utricionistas, fisioterapeutas, recepcionistas, vendedores e auxiliares de serviços gerais. Ficamos mais de 70 dias fechados e com apenas duas semanas de funcionamento estamos sendo obrigados a fechar novamente”, diz nota.

Veja abaixo vídeo publicado pela Acaf (Associação dos centros de atividade Física do Brasil) do protesto das academias na Prefeitura de Curitiba!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ACAF Brasil (@acafbrasil) em

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="704086" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]