Sérgio Moro faz apelo contra violência nas ruas

Redação


Moro, mais uma vez, criticou a falta de iniciativa política para combater a corrupção mesmo com dois anos de operação com amplo destaque na mídia. “A corrupção sempre vai existir, mas veja onde chegamos. Se não enfrentarmos esses problemas, eles vão voltar e voltam com mais força. É o momento crucial no sentido de que não é só a investigação, não só esses processos concretos temos que melhorar nossas instituições”, disse. “Fiquei muito feliz com a decisão do STF de execução da pena após a condenação em segunda instância, mas sejamos francos, veio da instituição judiciária, e o ideal é que essas soluções venham do parlamento. É preciso que esse caso, com tudo o que tem revelado, tenha sua reverberação no congresso. Que leis que devemos aprovar para evitar que isso volte a acontecer?”, questionou, revelando que sua desilusão aumenta no momento em que, em meio a todo esse escândalo, o Congresso aprovou a lei de repatriação de recursos, até irregulares, no exterior.

Sem citar a polêmica acerca da divulgação das gravações telefônicas do ex-presidente Lula, Moro fez questão de destacar sua conduta em busca da transparência. “Essas investigações não são propriedade do MPF, nem minha, nem da Justiça ou da PF, é um dever que temos com a população”, disse, rebatendo também as insinuações de que é um “juiz investigador”. “Encontre na minha conduta alguma determinação minha para a produção de provas. As investigações que estão ocorrendo são ‘culpa’ do Ministério Público e da Polícia Federal. Eu apenas julgo”, afirmou.

Siga o Paraná Portal no Facebook e Twitter.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="354530" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]