Servidoras se revoltam com suposta declaração polêmica de Greca

Fernando Garcel


O Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc) divulgou um vídeo, nesta quarta-feira (3), de protesto a uma declaração do prefeito Rafael Greca (PMN) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Boa Vista.

Greca foi ao local após um conflito entre uma paciente e uma servidora. Lá, ele teria afirmado que contrataria atendentes “mais bonitas e simpáticas” para que a população não ficasse irritada.

“Nós acreditamos que ser mulher, servidora pública, vai muito além de ter um rostinho bonito. Precisamos de mais recursos, mais infraestrutura e mais respeito da gestão municipal”, diz a nota do sindicato.

De acordo com o sindicato, o número de mulheres representa cerca de 85% dos servidores municipais. No vídeo, elas dizem que “ser mulher, servidora pública, vai muito além de ter um rostinho bonito” e que esperam que a sua formação seja mais importante do que sua forma física.

[insertmedia id=”3u5oYR5l7es”]

Rafael Greca

Em nota, a prefeitura de Curitiba negou que o prefeito tenha dito algo desrespeitoso para as servidoras. “Em nenhum momento o prefeito disse qualquer frase desrespeitosa às servidoras. Inclusive, relatou a visita no seu Facebook“, finalizou o texto.

Agressão

A agressão que levou o prefeito a visitar a UPA do Boa Vista aconteceu no último dia 20. A discussão teria sido motivada pela falta de médicos na unidade. Uma mulher teria entendido que alguém teria passado na frente dela na fila de atendimento e agrediu a enfermeira. A ação foi registrada por populares.

Campanha da paz

Depois da agressão que foi registrada e divulgada por meio das redes sociais, representantes da Sismuc têm visitado as UPAs da cidade e entregado flores brancas para a população.

“Nós não aceitamos mais violência. Toda semana tem colegas nossas sendo agredidas em ambientes públicos. Nós entendemos que a agressão não é o melhor caminho”, declarou a coordenadora geral do Sismuc Irene Rodrigues dos Santos. “Se tem problema no atendimento liguem para o 156”, reforça Irene.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="428753" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]