Servidores de Curitiba entram em greve

Mariana Ohde


Servidores municipais de Curitiba decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (12). A paralisação é um protesto contra os projetos de ajuste fiscal que integram o Plano de Recuperação encaminhado pela prefeitura para votação na Câmara Municipal.

Na última semana, sob protesto de servidores, os vereadores de Curitiba aprovaram  quatro requerimentos que pediam regime de urgência na tramitação de quatro dos projetos. Todos foram aprovados pela maioria dos votos. Com isso, vão entrar na pauta desta segunda-feira; o projeto que adia a data-base dos servidores de 31 de março para 31 de outubro e congela as carreiras do funcionalismo; o projeto que altera a previdência dos servidores municipais; o que autoriza o leilão das dívidas do município e o que cria a Lei de Responsabilidade Fiscal do município.

Outros oito projetos fazem parte do plano de recuperação, mas ainda não há data para serem votados em plenário.

Segundo o sindicato que representa os servidores municipais (Sismuc), a greve e as mobilizações têm o objetivo de pressionar o prefeito Rafael Greca e os vereadores e impedir a votação dos projetos que fazem parte do “pacotaço”.

Paralisação

A decisão foi tomada depois de uma assembleia realizada pelo Sismuc na quinta-feira (8). Segundo o sindicato, o pacote atinge diretamente mais de 30 mil servidores.

Uma concentração será realizada frente à Câmara a partir das 7h desta segunda-feira. Os servidores começaram a se reunir no local por volta das 5h.

Segundo a prefeitura de Curitiba, a notificação sobre a greve foi recebida, mas o caso não deve ir à Justiça. A prefeitura informou, também, que tem mantido aberto um canal de negociação com a categoria – desde o final de março, quando começaram os encontros com a Comissão de Negociação, representantes da administração municipal estão promovendo reuniões com os sindicalistas, segundo a prefeitura.

Foto: Sismuc/Facebook
Foto: Sismuc/Facebook

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal