Taxistas entregam dossiê com denúncias contra o Uber à Alep

Mariana Ohde


Taxistas de Curitiba entregaram aos deputados estaduais, nesta terça-feira (2), um dossiê com argumentos jurídicos e econômicos contra o Uber. De acordo com a União dos Taxistas de Curitiba (UTC), o documento reúne denúncias contra o funcionamento do aplicativo. “Aquele dossiê que foi feito para entregar ao juiz Sério Moro, a gente fez um resumo dele, explicando quais são as condutas do Uber no Brasil e em Curitiba”, afirma o conselheiro da UTC, Rogério Felix.

Além disso, os motoristas cobraram o andamento do projeto de lei do deputado Leonaldo Paranhos (PSC), que proíbe os serviços de transporte individual de passageiros oferecidos por meio do app. Rogério Felix, disse que proposta foi apresentada na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) em julho de 2015, mas até hoje não foi votada. “Fizemos contato com alguns membros da Assembleia, sobre algumas situações que a gente gostaria de saber em que pé que andam”, explica. “Estamos fazendo visitas a alguns gabinetes também, de deputados que ainda não têm um posicionamento claro a respeito do Uber aqui no Paraná”, completa.

Pela manhã, os taxistas também participaram de uma reunião com representantes da Prefeitura de Curitiba para debater o funcionamento do Uber na capital e pedir ações integradas de fiscalização para coibir o transporte irregular de passageiros.

Foto: Chico Camargo/CMC
Foto: Chico Camargo/CMC

“A reunião na prefeitura foi para definir a questão específica da fiscalização integrada dos órgãos municipais – a Guarda Municipal, Secretaria de Trânsito, Urbs -, a respeito da aplicação da multa de R$ 1.700 para o transporte irregular em Curitiba”, explica Rogério.

A lei que multa motoristas do Uber já foi sancionada pelo prefeito Gustavo Fruet, mas ainda não está sendo aplicada porque um último decreto precisa ser discutido pela administração municipal. Atualmente, quem é flagrado dirigindo sem permissão fica sujeito a uma multa de R$ 85. Agora em agosto, este valor deve ser reajustado para R$ 1,7 mil.

Manifestação do Uber

Também nesta terça-feira, motoristas do Uber fizeram uma manifestação para pedir mais rapidez na legalização do uso do aplicativo. Os trabalhadores também reclamam das abordagens violentas e multas aplicadas pelos agentes de fiscalização. Pelo menos 70 pessoas participaram do protesto.

Um motorista, que pediu para não ser identificado, disse que, apesar de todas as reivindicações oficiais, o principal pedido é de paz e segurança no trânsito. “A gente quer mostrar que a gente quer paz, a gente não quer encrenca com motorista de táxi. Mesmo que eles queiram, muitas vezes, criar este tipo de situação, a gente não quer; a gente quer paz no trânsito, a gente quer trabalhar, a gente quer sustentar nossas famílias. A ideia não é briga – nossa ideia é a regulamentação”, explica. “O próprio cliente hoje está favorável ao Uber, ele quer o Uber em Curitiba”, completa.

O motorista ainda contou que, antes de trabalhar com o aplicativo, era vendedor e que há cinco meses estava desempregado. Ele comentou que o Uber foi uma alternativa de renda em um momento de crise econômica.

O condutor ainda explica que o perfil dos passageiros do Uber e de táxi são bastante diferentes, portanto, não há motivo para que as duas categorias entrem em conflito. “A maioria das pessoas que pegam o Uber são estudantes, tem profissionais liberais, são pessoas que você vê que têm ganhos menores. Tem muita gente. E, se você andar por Curitiba, você vai ver que a maioria dos táxis tem passageiro dentro. Então nós não estamos tomando passageiro de ninguém, nós estamos só trabalhando para ganhar nosso sustento, com a crise que está, você não consegue arranjar emprego”, afirma.

Atualmente, 1.600 motoristas de Uber atuam em Curitiba, contra aproximadamente 5.700 taxistas.

(Com informações da BandNews)

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="376489" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]