Taxistas pedem apoio de Moro em ato contra Uber em Curitiba

Andreza Rossini

taxista curitiba

Uma mobilização de taxistas que está marcada para ocorrer na manhã de quinta-feira (7), em Curitiba, pede o apoio do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato.

O ato é contra o Transporte Clandestino em todo o Brasil e visa mobilizar o poder judiciário. A categoria vai pedir oficialmente investigação do Ministério Público Federal e da Polícia Federal por meio de um dossiê que supostamente comprova crimes cometidos pela multinacional responsável pelo aplicativo Uber. De acordo com o comunicado no site da União dos Taxistas de Curitiba (UTC), as denúncias envolvem lavagem de dinheiro.

“O Dossiê é sigiloso. Estão vindo três cópias que serão protocoladas no Ministério Público Federal, Polícia Federal e então na Justiça Federal. São diversas situações: relacionadas à evasão de divisas, lavagem de dinheiro e corrupção”, afirmou o o presidente da UTC, Fábio Taborda.

Ainda segundo a UTC, são esperados trabalhadores de várias regiões do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Brasília, Florianópolis e Porto Alegre, para participar da manifestação, que visa entregar um dossiê com denuncias ao juiz. “Vamos fazer um apelo ao homem que vêm orgulhando o nosso país, o Juiz Sergio Moro”, diz o comunicado no Facebook.

Os visitantes devem ser recebidos por taxistas da capital paranaense, no Trevo do Atuba e no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Ainda de acordo com a UTG os motoristas devem ser escoltados pela Polícia Militar (PM) e terão apoio da Secretaria de Trânsito para evitar transtornos na região. São esperados 500 taxistas de outras regiões do país. Cerca de 200 pessoas confirmaram presença no evento do Facebook. 

A assessoria de imprensa da Justiça Federal não confirmou que Moro vai receber os taxistas.

Outra  manifestação

Um grupo de mais de 100 taxistas de Curitiba e Região Metropolitana realizou um protesto no dia 27 de junho contra o aplicativo Uber. Em carreata, os taxistas se reuniram em frente à Câmara de Curitiba, palco de discussões recentes sobre a liberação, proibição ou regulamentação do Uber e outros serviços similares.

Previous ArticleNext Article