Ventos chegam a 70 Km/h e causam estragos em Curitiba

Jordana Martinez


Um ciclone extratropical “explosivo” no oceano, próximo ao Uruguai, deixa os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul em alerta. Há risco de vendaval, tempestade, e ressaca.

Em Curitiba e RMC, os ventos chegaram a quase 70 Km/h e provocaram a queda de energia em vários bairros. Segundo a Copel os bairros mais afetados em Curitiba são Mercês, Bom Retiro, Umbará e Tatuquara. Na região metropolitana, estão sem luz alguns bairros de Campina Grande do Sul, Quatro Barras e Fazenda Rio Grande. De acordo com a Copel, 250 eletricistas já estão nas ruas pra restabelecer o fornecimento de energia. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos até as 18h.

Em São José dos Pinhais, uma araucária caiu sobre uma casa e destruiu parte do telhado e alguns cômodos. Em frente ao Fórum da cidade, um outdoor desabou sobre um carro.

E por causa da queda de energia, a Sanepar informou que o abastecimento de água foi interrompido nos bairros CIC, Ganchinho, Pinheirinho, Capão Raso, Sítio Cercado e Tatuquara.

A Prefeitura de Curitiba recebeu, via 156, 20 solicitações para a retirada de árvores e galhos que caíram por causa do vento.

Ciclone “explosivo”

Os fortes ventos registrados durante a tarde de hoje (terça) em Curitiba estão ligados a um ciclone extratropical que atua fortemente no Sul do Brasil e em países vizinhos, como Argentina e Paraguai. O ciclone apresenta uma pressão mínima no centro do sistema de 978 hPa (hectopascal – unidade padrão de pressão), o que faz deste um dos mais intensos ciclones já vistos na história recente no Atlântico Sul.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="385207" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]