Vereador pede liberação de escalada e rapel nos parques de Curitiba

Andreza Rossini


O vereador Goura protocolou um requerimento ao prefeito de Curitiba pedindo a realização de um estudo de viabilidade para a liberação e regulamentação da prática de escalada nos parques da cidade.

“Nosso objetivo é simples. Queremos que nos parques onde há a possibilidade de se praticar escalada e/ou rapel sejam liberados, depois de uma regulamentação com normas de segurança e de apoio bem definidas”, explica o vereador.

Segundo Goura, entidades e associações de adeptos aos esportes reivindicam a liberação.  “O pessoal é capaz de escalar paredões gigantescos, em lugares isolados, sem ter recursos próximos como apoio para emergências, e não podem praticar perto de casa, na própria cidade”, comenta. “Queremos mudar isso”. “Curitiba e o Paraná são reconhecidos como centro de excelência no esporte de escalada, com atletas de renome internacional. A cidade têm várias academias com muros de escalada. Então, por que não poder fazer isso ao ar livre? ”, questiona.

Goura afirma que nos anos 80 e 90 era comum a prática do esporte nas pedreiras desativadas (hoje parques) da cidade e também na Região Metropolitana. “Locais como a Pedreira Paulo Leminski, Parque Tanguá e a Unilivre possuem paredões que antes eram utilizados para essas práticas, são locais ideais para essas atividades”, informa.

Previous ArticleNext Article