Curitiba prorroga suspensão das aulas por coronavírus até início de agosto

Redação

Curitiba irá iniciar vacinação contra Covid-19 de professores na próxima segunda-feira (13)

As aulas presenciais da rede municipal de ensino de Curitiba vão continuar suspensas por causa do coronavírus até, pelo menos, o início de agosto. A informação foi dada pelo prefeito Rafael Greca (DEM) nesta terça-feira (28). A princípio, o retorno das atividades estava previsto para o dia 2 de maio, ou seja, no próximo sábado.

“Esse vírus mata, já somamos 17 óbitos”, destacou Greca. Apesar da previsão para o segundo semestre, a data exata do retorno dependerá

A data exata de retorno dependerá da evolução dos casos de coronavírus na cidade. Conforme o último boletim da Secretaria Municipal da Saúde, Curitiba soma 17 mortes e 535 casos confirmados.

Atualmente, são 145 mil crianças atendidas na rede de ensino de Curitiba matriculados em 185 escolas, 230 CMEIs e 95 Centros de Educação Infantil contratados.

Já as escolas estaduais e particulares terão o prazo de suspensão determinado pelo governador Ratinho Junior.

AULAS SUSPENSAS POR CORONAVÍRUS DÃO LUGAR AS VIDEOAULAS

As crianças e estudantes que estão em casa cumprindo o isolamento têm videoaulas que podem ser acompanhadas pelo canal 9.2 UHF da TV Paraná Turismo, das 8h às 21h, de segunda-feira a sábado, ou pelo canal TV Escola Curitiba no YouTube.

Já são mais de 37,5 mil inscritos e 1,6 milhão de visualizações desde o início das atividades, no dia 13 de abril.

Além das propostas da educação infantil, as videoaulas incluem diversas disciplinas: matemática, língua portuguesa, robótica, geografia, educação física, arte, ciências, história, ensino religioso, literatura, direitos humanos e família, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Aos sábados, o conteúdo é apresentado com adaptações metodológicas para estudantes em inclusão.

“As crianças não retornarão às unidades para fazer provas desses conteúdos. Elas receberão mediação presencial, para rememorar o que viram, o que aprenderam. Os professores levarão as crianças e os estudantes adiante com mais desafios ou com mais auxílio se assim necessitarem”, explica a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

CORONAVÍRUS

Conforme o último boletim da Secretaria Municipal da Saúde, Curitiba soma 17 mortes e 535 casos confirmados.

O primeiro profissional da Saúde que ficou em estado grave teve alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) hoje. Contudo, Valdirene Aparecida Ferreira dos Santos faleceu no último sábado e foi a primeira colaboradora da Saúde a ser vitimada pela Covid-19.

Clique aqui e confira outras recomendações no combate ao coronavírus.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="695889" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]