Curitiba tem vagas para professores. Veja como participar do PSS

Redação

Curitiba tem PSS par professores

Abrem-se nesta quarta-feira (22), às 10h, as inscrições para o processo seletivo simplificado (PSS) da prefeitura de Curitiba para a contratação temporária de professores. As vagas são para a função pública de Profissional do Magistério – docência I. A inscrição pode ser feita feita gratuitamente, apenas pela internet, e ficará aberta até as 16h de 27 de setembro. Os interessados já podem fazer o seu cadastro pelo site, para que possam criar login e senha. As informações foram divulgadas pela Agência de Notícias da prefeitura.

Os professores de docência I são responsáveis pelas atividades em turmas de educação infantil (em escola) e do 1º ao 5º ano (ciclos I e II do Ensino Fundamental).

A Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal (SMAP) de Curitiba orienta os interessados para que leiam atentamente o edital antes de fazer a inscrição.

O edital foi divulgado no diário oficial de sexta-feira (17) e pode ser consultado pelos candidatos no site da Prefeitura de Curitiba.

A expectativa é contratar temporariamente até 696 profissionais, incluindo 35 com deficiência, a partir de outubro. As convocações serão feitas de acordo com a necessidade da Secretaria da Educação, responsável pela gestão das unidades educacionais para as quais os professores serão designados. Os candidatos aprovados e convocados para contratação cumprirão jornada semanal de 20 horas e terão remuneração de R$ 2.044,84.

Além do edital, na página da prefeitura, os candidatos podem buscar mais informações clicando em “como se inscrever” , disponível no canto superior direito do site.

 

Critérios de seleção de professores no PSS de Curitiba

Não será realizada prova para a classificação dos candidatos, e vai ser avaliado o tempo de experiência e a conclusão de cursos superiores e especializações na área de educação.

A escolaridade mínima exigida é graduação, permitindo as seguintes possibilidades: Normal Superior na modalidade licenciatura ou Pedagogia (licenciatura plena) ou área específica e licenciatura plena, acrescido do Ensino Médio Completo na modalidade Normal (Magistério), ou Ensino Superior Completo – Graduação acrescido de Curso de Formação Pedagógica, conforme legislação educacional vigente pelo MEC, acrescido do Ensino Médio Completo na modalidade Normal (Magistério).

Com base nas informações de carreira e escolaridade, o candidato receberá uma pontuação entre 0 e 100, e os melhores colocados serão classificados.

O candidato deve cadastrar as informações da carreira no ato da inscrição, e caso seja convocado, deverá comprovar todos os dados fornecidos. Caso alguma informação esteja incorreta, o concorrente será desclassificado na etapa de entrega de documentos do PSS, por isso é fundamental que o formulário de inscrição seja preenchido corretamente.

Se o candidato fornecer algum dado incorreto ou se esquecer de preencher algum campo, é possível cancelar a inscrição e fazer outra, contanto que antes do prazo final para inscrições (16 horas de 27/9). Só é permitida uma única inscrição por candidato no PSS.

As datas para a etapa de entrega de documentação e assinatura de contrato ainda não foram definidas e serão informadas no site da Prefeitura. É dever do candidato acompanhar as atualizações e atentar-se aos prazos.

Todos os participantes deverão ter iniciado o esquema vacinal anticovid, na data da contratação. Para isso, será exigida a carteira de vacinação digital.

Restrições

Devido à situação de emergência pela covid-19, não haverá contratação de pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, gestantes e as que se enquadrem nas condições crônicas de saúde de natureza grave estabelecidas no decreto 975/2021 (veja lista abaixo).

Condições crônicas de saúde de natureza grave:
1 – Doença respiratória crônica:

A – Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (moderada ou grave)

B – DPOC

C – Bronquiectasia

D – Fibrose cística

E – Doenças intersticiais do pulmão

F – Displasia broncopulmonar

G – Hipertensão arterial pulmonar

2 – Doença cardíaca crônica:

A – Doença cardíaca congênita

B – Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade

C – Doença cardíaca isquêmica

D – Insuficiência cardíaca

3 – Doença renal crônica:

A – Doença renal nos estágios 3, 4 e 5

B – Síndrome nefrótica

C – Paciente em diálise

4 – Doença hepática crônica:

A – Atresia biliar

B – Hepatites crônicas

C – Cirrose

5 – Doença neurológica crônica: condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica.

6 – Pacientes com necessidades clínicas individuais específicas, incluindo AVC, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares.

7 – Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular.

8 – Deficiência neurológica grave.

9 – Diabetes: diabetes mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.

10 – Imunossupressão: imunodeficiência congênita ou adquirida e imunossupressão por doenças ou medicamentos.

11 – Obesidade: obesidade grau III.

12 – Transplantados: órgãos sólidos e medula óssea.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="791185" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]